terça-feira, 9 de junho de 2015

Dois festivais e muitas idols novas

A rapidez com que surgem novos grupinhos idols neste país, mesmo com o esfriamento da 'febre idol', é impressionante. Basta ficar algumas semanas sem ir a festivais idols por aí e... pronto! Você se depara com um monte de grupos que nunca tinha visto antes. A base de dados da minha Pokédex cresceu muito no último final de semana do mês passado. =D No sábado dia 30 fui até o Zepp DiverCity em Odaiba para uma nova edição do festival @Jam, que como de costume tinha um dia dedicado a grupos idols e outro a anisongs/dubladoras. A casa recebe mais de 2400 pessoas, mas apesar dos nomes de peso, não tinha tanta gente assim. Havia bastante espaço na pista, arrisco que uns 2 mil no máximo compareceram ao festival. Uma pena que exatamente meu grupo preferido tinha uma das menores fanbases presentes, então foi um dos shows menos agitados... mas enfim. O dia começaria ainda pela manhã com as vendas de produtos e atividades e depois teria uns showzinhos de abertura. Como entre eles haveria uma apresentação dos gays do Nichohalo e as atividades também seriam realizadas de noite, resolvi deixar quieto e chegar só na hora do festival pra valer. Quando entrei estavam todos os grupos reunidos no palco, fazendo discursos de saudação pra galera. De mestres de cerimônia nesse dia estavam uma menina do Tokyo Performance Doll e uma do Dorothy Little Happy, que estava completo com cinco integrantes ainda. Bom, a primeira apresentação foi também uma das mais agitadas do dia: Mousou Calibration. Não à toa o pessoal no 2ch já começa a considerar a fanbase delas na lista das piores, os caras andam numa linha tênue beirando o "trashwotismo". Comentei sobre isso recentemente. Deram sorte que os staffs nesse dia estavam bem permissivos. Rolaram penlights sendo atirados pro alto e tudo mais. Em seguida veio exatamente o motivo de minha presença: Hime Kyun Fruit Can. Qualquer oportunidade de vê-las na região de Tokyo tem de ser bem aproveitada, afinal não é sempre que elas dão as caras por aqui. Achei curioso que elas estavam usando o antigo uniforme de esqueleto, não o mais recente da turnê nacional, que acho mais dahora. Porém não posso reclamar dessa escolha, afinal graças a ela... comentários mais adiante. Elas cantaram "Sore Joudan! Kore Honki!!", "Moratorium", "Andante", "Reason", "Seize the days!", "Strawberry Kiss" e "Killer Tune". Um baita show, variado e empolgante. Elas não costumam ficar fazendo apresentações pessoais nem falam muito no MC, apenas se despedem de mãos dadas ao som de uma trilha meio 'música do Superman'. ^__^ Graças a isso puderam cantar uma música a mais que os outros grupos. Achei curioso que não teve nenhuma faixa do single mais recente delas...

Pelos blogs e twitter vejo que elas não parecem estar mais tendo de viajar sempre desconfortavelmente de van, já estão com uma condição financeira um pouco melhor pra usar shinkansen. =) Porém elas continuam indo e voltando no mesmo dia da apresentação para economizar com hotel, sem demonstrar nenhum cansaço no palco. Permanecem garotas bem pobres simples, ficando felizes com qualquer presentinho tosco recebido, lanche de kombini comido... um charme que espero que o Hime Kyun não perca nunca. Amanhã será lançado o novo single "Takochiu.", de colaboração com o Tsurutaro Kataoka. Esse com certeza vai vender BEM pouco, afinal a divulgação é nula. Não tem clipe, eventos de lançamento, anúncio em lugar algum... vai entender. Daqui dois dias MaiMai estará fazendo aniversário de 18 anos, a ser comemorado num show na casa do grupo em Ehime-ken. Uma pena que eu vacilei e não consegui encomendar a camiseta especial pela internet. =/ Bom, o terceiro grupo foi o Denpa Gumi.inc, numa apresentação menos animada que a do grupo irmão. Que fase! Elas usavam o uniforme colorido da foto abaixo e cantaram "DenParty Night", "Future Diver" (grata surpresa. aí sim, hein!), "Bali 3 Kyouwakoku", "NeoJaponism", "Chururi Chururira" e "Otsukare Summer!". Essa última será o single a ser lançado daqui alguns dias e é bem alegrinha, a cara delas. Achei razoável. Nota-se que o sucesso está proporcionando ao grupo fazer cds e clipes mais bem produzidos, mas em compensação... foram o único grupo presente a não realizar atividade alguma. =/ E pensar que um dia já escrevi por aqui que elas eram 'o grupo idol de verdade', um grupo exemplar. Estou queimando minha língua. A apresentação foi divertida, mas já naquela altura eu estava começando a sentir sono por causa da noite anterior virada no karaoke e maid cafe. ^__^' O jeito foi se apoiar numa parede pra não cair babando no chão e fazer uso da barulheira dos shows para ir me mantendo acordado. Talvez por esse meu estado eu tenha achado quase todos os shows seguintes legaizinhos, apesar de não gostar dos grupos. Eu devia estar sonhando acordado já. =P Vale dizer que o Denpa Gumi terá eventos de lançamento do single apenas nos dias 20 e 21. E do dia 12 a 21 terão, sem a participação das membros, uma montagem no Anion Station em Shinjuku. (uma espécie de maid cafe onde só tocam anisongs) Com menu e goods especiais. Anunciaram também um álbum limitado entitulado "Moe Japan ~from Akihabara to the World~", a ser vendido nos shows da turnê e posteriormente pela internet. Não terá nenhuma faixa inédita porém, mero lançamento caça níquel. Durante o mês de julho farão alguns shows em parceria com artistas variados pelo país.

O grupo seguinte foi o remodelado Otome Shintou. Se eu já não era muito chegado nelas quando eram um quarteto, agora com seis meninas e algumas delas ainda mais novas... socorro! Deviam criar uma lei obrigando meninas com menos de 15 anos a irem pra escola e não poderem se apresentar por aí. =P Mas reconheço que as apresentações e músicas do grupo são bem animadas. O público em geral agitou mais que durante o show do Hime Kyun, uma mostra de como a sociedade atual está corrompida. Na sequência teve o Dorothy Little Happy, em suas roupinhas azuis e com as 'desertoras' presentes. Droga, desta vez não consegui fugir da apresentação delas. >___< Foi outro show bem agitado, ainda mais quando elas resolveram encerrar com o clássico "Demo Sayonara". Mas como o single mais recente não vendeu bem, parece-me que a notícia de divisão do grupo não foi muito bem recebida pela fanbase. Só o tempo dirá o que será do DLH daqui pra frente. Por mim, quero mais é que o grupo se exploda para que o Luvya possa reinar como o grande grupo idol de Sendai. =P Antes da sexta apresentação, teve uma pequena pausa e vieram ao palco duas meninas do Tokyo Performance Doll e uma do DLH, para falarem da unit especial AnMiRan. Criada para apresentar o @Jam Expo em agosto deste ano (assim como tinham criado o duo Yufu Mari ano passado), a unit é composta por uma integrante do Cheeky Parade. Mas como o grupo não estava presente, colocaram uma segunda menina do TPD no lugar e exibiram no telão o clipe da música delas. Participou deste MC ainda um boneco do '@Jam-kun', o personagem criado pela produtora. Retomando os shows veio o Party Rockets. A volta do rock ao palco do festival, algo louvável. Apesar do estilo delas, não me atraio pelo grupo, graças à idade e falta de beleza das membros. =P Foi acho que o único show menos agitado que o do Hime Kyun, por causa da pouca presença de wotas delas no local. Faz parte. O sétimo show foi do Tokyo Performance Doll, um grupo que eu custo a entender o porquê do sucesso que elas fazem. Músicas meia-boca, meninas novinhas, magrelas e feiosas, apresentações fracas... A pior parte é que o grupo é daqueles focado nas performances de dança. Mas elas são tão simples e com coreografia toda errada, fora de sincronia que... /facepalm Achei de longe a pior apresentação do festival e espero não rever o grupo tão cedo. Em seguida o nível deu uma boa melhorada com a presença do Idoling!!!. Diferença gritante na qualidade da performance. Eu pensei que a pista fosse ser tomada pela infame fanbase delas, mas não. Os wotas do grupo compareceram em número até que pequeno, comparando com os demais. Apesar disso foi bem animado.


Eu não curti que entre as dez integrantes presentes, não estavam a Oji nem a Rurika. =/ Para alguém como eu que não é fã do grupo, sem essas duas já se perde 80% da graça na apresentação. Elas devem ter ficado mais tempo no palco, pois fizeram um MC bem longo, fazendo umas palhaçadas e tals. Não curto muito o sistema rígido de hierarquia empregado no grupo, com as meninas mais novas tendo de ficar sempre na sombra das mais antigas e obedecendo-as. (não por acaso gosto da inconsequente Chika Ojima ;) ) Mas enfim, o grupo vai acabar em breve mesmo né. A bela Rurika já tem uma carreira solo razoavelmente bem estabelecida... espero que ela continue e eu possa ver um show solo dela, nunca tive a oportunidade ainda. Depois veio o show do Juice=Juice, o único grupo deste festival que eu nunca tinha visto ao vivo anteriormente. Os H!P wotas compareceram em peso. Eu devo admitir que tinha um pré-conceito sobre elas muito ruim, por causa de vários fatores. O visual, o nome bobo do grupo, o fato de terem uma clone da Reina Tanaka entre as integrantes... e claro, Hello Project. -___- Mas ao assistir esta apresentação pude rapidamente perceber o motivo do grupo estar bombando e ser praticamente o carro chefe da agência hoje em dia. (salvo engano, foram o único grupo a conseguir um primeiro lugar na Oricon com single este ano) Elas são muito bem produzidas e fazem um show impecável. Sem serem tão robóticas como virou costume no H!P. Cantam e dançam muito. Usavam uma roupa meio retrô mas tinham umas músicas bem animadas. Os wota pira. =D Achei o grupinho muito bom mesmo, mas mais uma vez saliento que isso pode ter sido efeito da sonolência. Desconsiderem o que acabei de escrever. =P Para fechar, veio o Super Girls, que também contou com grande fanbase presente. Este é um grupo que apesar de todas as qualidades eu não consigo me interessar. Acho sem graça. E o novo uniforme é bem pobre, até o Up Up tem figurino melhor. =P Some o fato das meninas já terem feito piadinhas indecorosas com grupos dos quais eu gosto e pronto: quero ver elas pelas costas. u___u Só assisti porque era obrigado, queria acompanhar o MC de encerramento com todos os grupos de volta ao palco, para fazerem agradecimentos e tirar foto. Quem falou pelo Hime Kyun foi a Honoka, que ficou tirando sarro e destoou de todas as demais. Enquanto as meninas dos outros grupos estavam falando sério e tentando apelar aos fãs, a Honoka fez uma careta e ficou forçando a voz, fez um comentário sem sentido sobre algo que elas comeram nos bastidores e... fim. ^__^' Acabou ganhando um 'pedala' (de brinks) da MaiMai.

Nada contra um pouco de humor e deboche, pelo contrário, acho ótimo. Mas do modo que ela fez, no momento que ela fez e claro, levando em conta que estamos falando da menina mais antipática do grupo (e uma das mais chatinhas que eu já conheci até hoje)... ficou bem estranho. O público não achou graça e ficou um clima meio desconfortável com as mestres de cerimônia. Depois desse episódio, acho que vou começar a usar um novo verbo em meu vocabulário, em homenagem à ela: "honokar". =D Bom, no telão (que era praticamente a única coisa que havia no palco. nele eram passados vídeos de introdução de cada grupo antes de elas virem ao palco) fizeram uns anúncios de outros festivais idols da produtora, nada muito interessante. Então foi hora de ir ao hall de entrada para dar uma passada na banca do Hime Kyun, afinal eu tinha quatro tickets não usados na vez passada (um deles de 2 shot). Como elas não podem ficar até muito tarde por causa da viagem, os eventos acabaram 'cedo' e não deu tempo de eu falar com a MaiMai. =( Tirei o atraso e finalmente me encontrei pela primeira vez com a dupla Yuria e Mayuri, usando o 2 shot com a segunda. No Hime Kyun as filas não são tão longas, mas como as atividades ocorrem sem pressa, não dá pra usar muitos tickets num só dia. Eu ainda fui exatamente nas duas meninas de maiores filas... Como de costume, MaiMai tinha fila um pouco menor que elas, Sakurako e Honoka quase sem ninguém. Vale comentar que durante a espera para falar com a Yuria rolou um terremoto, até que bem fortinho, acima dos 5 graus na escala Richter. Deu uma balançada considerável, nada muito assustador pra quem já está acostumado porém. Tanto que após um susto inicial e uns gritinhos das meninas, logo tudo já estava rolando normalmente. Não deu pra eu tentar tirar proveito da situação, portanto. =P Pouco depois, acho que por causa dos anúncios de paralizações nas linhas de trem, um staff da organização se aproximou e avisou que todas as atividades iriam ser encerradas mais cedo. Os staffs do Hime Kyun acataram e, em consideração aos fãs ali presentes, como forma de desculpa, liberaram para que fossem tiradas fotos das meninas com os celulares. Porém a alegria durou pouco. Apenas alguns segundos. Tanto que eu, que estava no fim de uma fila, nem pude chegar lá perto. Antes disso já veio a informação de que tinham voltado atrás e as meninas retornaram para suas posições na mesa. ^__^' Dammit! Inclusive, como a mesa era pequena, não cabiam todas elas. A Mayuri ficou de fora, usando uma quina da mesa de apoio pra se esticar e escrever nos cartões.

Esse detalhe foi crucial no meu encontro com ela. Isso porque eu agachei-me e acabei ficando literalmente de cara para suas suculentas pernas. =D Ela se sentou com as pernas juntas, mas não completamente fechadas e não tomou muito cuidado pra puxar a saia e tampar a visão de certas coisas. (talvez tenha feito isso de propósito, vai saber... ela tem bastante fãs, vai ver é por 'apelações' deste tipo. agora já sei o truque que ela usa. =P mas longe de mim reclamar ou criticar. sendo bem sincero, foi ótimo. kkkkkk) Que barbaridade, tchê! Homem é um bicho que não presta mesmo, eu acabei ficando hipnotizado por aquela visão do paraíso e mal olhava pra cara dela durante nosso diálogo. Ai que horror! Eu imagino que ela tenha percebido (apesar que eu tomei cuidado para não deixar a saliva respingar nela kkkkkkk), mas ela reagiu naturalmente. Aliás, foi super simpática, uma graça. Ficou toda preocupada e se desculpando pela dificuldade em escrever meu nome (nome de estrangeiro é sempre um quebra-cabeça para essas meninas). Coxas à parte, a Mayuri é bonitinha e bem animada. Ela ficou me fazendo perguntas de onde eu era, o que fazia e tals. Eu disse que já acompanho o grupo a alguns anos, no que ela comentou que não costuma me ver nos shows. Ops, tomei! kkkkkkk É verdade, não vejo o Hime Kyun com a frequência que gostaria. Ela perguntou se eu já tinha ido para Ehime-ken e ficou falando pra eu ir até lá algum dia. Ha! Quem me dera... se fosse assim tão fácil e barato... Na hora da foto (acima), voltei a pedir a usual "Jojo pose" da Nyansan. O maldito staff tirou a foto com ela se movimentando ainda. u___u Ela disse que conhece o mangá. Fiquei com uma excelente primeira impressão dela, ainda mais porque diante daquilo eu acordei e passei a ficar com os olhos BEM abertos. XD Depois fui falar com a Yuria. Com ela foi só a conversa enquanto ela escrevia no cartão. Ela não faz o meu tipo, com aquele estilo 'moleque'. Acho ela feinha. Mas o alemão é grande fã dela e me falou maravilhas a seu respeito. Eu tinha então de checar se era verdade. Inclusive falei pra Yuria que estava indo falar pela primeira vez com ela incentivado por um amigo que a adora. Ela deu risada. Aliás, ela consegue superar a Mayuri e rivalizar com a MaiMai no quesito simpatia. O tempo todo sorridente e de conversa fácil. Falamos também um pouco sobre mim, o que foi bom, pois caso contrário eu não teria muito assunto com ela. ^__^' Deu também pra se perceber o motivo dela ter filas mais longas. Outro encanto de garota.


O Hime Kyun é um grupo tão caprichado no fanservice que ainda recebi uma trading photo durante as atividades, de graça, que a Mayuri deixou eu escolher. Não deu pra usar o último ticket por causa do horário, mas tudo bem. Uma semana depois teria outro encontro com elas mesmo... =) Na foto acima ainda aparecem duas revistas que andei comprando nesses últimos dias. Edições recentes da "Gekkan Entame" com a Paruru na capa e da "Shonen Magazine" com a Rena do SKE48. A primeira tem um ensaio bem fraquinho com a Paruru e ainda traz Kitarie; uma tal de Sayuri do Nogizaka46; um trio de lolis do NMB48; entrevistas com Jurina, Milky, Miyawaki e Churi (ainda com aquele cabelo avermelhado horroroso. ela fala sobre o sousenkyo e sua meta de conseguir finalmente rankear no senbatsu e não deixar o SKE perder uma representante na elite, apesar da não participação da Rena); matérias com o Passpo (falando da saída da Sakotii), Sakura Gakuin, Juice=Juice, Idoling!!!, Mousou Calibration e ensaios com uma dupla do AKB que eu não conheço e com um duo do SKE formado pela graciosa Kuma-chan e pela horrorosa Rion. Veio um encarte especial com umas meninas do HKT48 também. Mas o motivo de eu comprar a revista foi sem dúvida o belo ensaio com a Nezumiiko do Up Up num sentou (um banho público tradicional japonês, parecido com o onsen). Só isso já valeu o investimento. O mesmo infelizmente não posso dizer da outra revista. =/ Eu vi a volumosa Areki do FYT anunciando no twitter a respeito de um ensaio dela nessa edição. Fui correndo conferir. =3 Mas como essa revista estava lacrada, não dava pra ver o conteúdo. Tive de comprar. E me senti lesado. Só veio UMA página com a Areki, é mole? u___u A porcaria não presta nem pros fãs da Rena, num ensaio meia-boca de cinco páginas (mais um cartão postal). Fala sério... Bom, na foto tem ainda um papel de propaganda da campanha promocional que está sendo feita entre os grupos ~48 e o cartão de pontos T-point card. Criado pela rede de lojas de discos Tsutaya, ele hoje em dia pode ser usado em vários outros estabelecimentos comerciais também. Você acumula pontos em compras para poder usar em compras e descontos futuros. Já fizeram anteriormente campanhas semelhantes com a Miku Hatsune, Love Live! e outros desenhos e artistas. Você paga uma taxa simbólica e recebe um cartão com design de um dos grupos ~48. Logicamente eu pedi um do SKE né. Se você quizer, pode encomendar (aí demora mais tempo pra ficar pronto e custa mais) um cartão de crédito e pontos, com imagem apenas das meninas que você selecionar.

Já o outro flyer, assinado por uma delas, é de um tal grupinho idol chamado Tsuyogari Sensation, que eu não conhecia. Recebi da menina durante o festival Live Plus Festival supported by Kimi Dake Live. Ele aconteceu no domingo 31, no glorioso Shin-Kiba Studio Coast. Local já bem manjado por abrigar festivais de idols obscuras. Como eu havia comentado no post anterior, por uma graça divina eu escapei da roubada de ir no one-man do Passpo e ser 'trollado'. Decidi então voltar aos velhos tempos e ir num festival recheado de grupos que eu ainda não conhecia e wotas hardcore daqueles bem malucões. =D O local esteve bem longe de ficar lotado, tanto que instalaram grades reforçadas em todos os palcos, diminuindo consideravelmente a capacidade de público, mas mesmo assim havia espaço de sobra durante todas as apresentações. Fiz uso disso para me manter sempre afastado dos famigerados 'trash wotas'. Sabia que eles marcariam presença. Pelo menos estavam num número menor que o de vezes passadas e não havia nenhum pelado, se mantiveram de calça pelo menos. .___. Inclusive tenho certeza de que as medidas de segurança foram implementadas pela organização exatamente pensando neles. Quer dizer... ao invés de banir esses caras e impedí-los de ver os shows, resolveram gastar mais dinheiro e adaptar o local à presença deles. =/ Vai entender. Uma coisa diferente que eu não havia visto antes sendo feita, foi que ao invés de usar a tenda externa para abrigar um dos quatro palcos, colocaram um caminhão com palco móvel estacionado ao lado. Assim a tenda foi usada para vendas e atividades das idols que se apresentaram naquele palco improvisado. De mesmo modo, os grupos dos demais palcos tinham áreas específicas para suas vendas, não era tudo misturado no hall. Isso só foi possível graças ao fato de que, diferente do que costuma ser feito, neste festival cada grupo só se apresentava em um único horário. Geralmente os grupos se apresentam duas ou três vezes em palcos e horários diferentes. Isso é até que uma idéia interessante no sentido de não deixar o local virar uma bagunça e liberar os corredores, mas fiquei com dó das idols e fãs submetidos ao sol forte do palco (e área de atividades) externo. Naquele palco localizado na entrada do local e visível da rua, ainda retiraram a cobertura não sei porque razão. Deve ser de propósito só para judiar das meninas. =P Apesar das apresentações serem curtas, sempre com 15 ou 20 minutos de duração mesmo no palco principal, os grupos que passaram por ali durante o início da tarde sofreram.

Principalmente alguns com figurino mais pesado e escuro. Recuperado do dia anterior e sem muitos atrativos do meu interesse, aproveitei para ver o maior número possível de grupos, privilegiando aqueles que eu ainda não conhecia. Ainda na estação de trem já cruzei com umas meninas de algum grupinho. E na entrada, ao invés de staffs quaisquer, estavam as meninas do tal de Girls Anthem nos recepcionando. Elas ficaram surpresas e riram quando eu disse que tinha ido para ver o Next Shojo Jiken. Sinal de que se conhecem. O que a esta altura já não sei se é algo bom, mas enfim. Meu dia começou revendo o Station, que eu não ouvia a muito tempo. Criado a quatro anos atrás, elas continuam com produção tosca e poucos fãs. Mudaram muito de integrantes ao longo do tempo e não é difícil imaginar o porquê. Em seguida conheci o i*chip_memory, grupinho criado a poucas semanas atrás. Como ainda estão começando, vou dar uma aliviada nas críticas. Mas não vejo grande potencial não, é bem genérico e com membros feinhas. Rabbit Kick foi o terceiro e último grupo visto no mini-palco do hall de entrada antes de eu ir para o palco principal. Já tinha ouvido falar, mas creio que nunca tinha visto ao vivo ainda. Lolis. Feias. Mal produzidas. Mas apesar de tudo isso, admito que as músicas delas são divertidas pacas. No grande palco eu vi apenas a apresentação do Idol College, grupo no qual eu nunca fui muito interessado mas ultimamente tenho começado a curtir graças ao último single (que elas cantaram, foi mara) e à graciosidade da Shio-chan. S2 Ela me disse que não era center no grupo... se for verdade, então ela no mínimo se parece MUITO com tal, afinal está sempre em posições de destaque na coreografia, com direito até a movimentos acrobáticos. O grupo era uma das 'grandes atrações' do festival e, diante do baixo nível dos demais, parecia mesmo a oitava maravilha do mundo. =P Shio-chan é um encanto, tenho usado o aplicativo Cheerz basicamente só por causa dela e estou empenhado em entrar no seu ranking mensal de top seguidores. Depois que causar impressão, aí pretendo voltar a falar com ela. =D De volta ao palco da entrada, conheci a solista Sachimi Fukunaga, graças aos atrasos na timetable do festival. ^__^' Fraquinha. É mais uma daquelas grabia idol que resolve se lançar de cantora pra faturar uns trocados a mais. Eu particularmente não acho que ela leva muito jeito para nenhuma das duas áreas, mas enfim... No palco externo, vi dois grupos sofrendo com o calor de agreste nordestino: o primeiro foi o Airobo, grupo formado por meninas de outros grupos como um 'projeto paralelo'. Unidas pelo apreço em comum por robôs... acho que deveriam se concentrar apenas nos seus grupos originais mesmo. =P


O outro era o Musubizm, um grupo bem interessante. Já tinha ouvido falar mas faltava conferir ao vivo. Me lembrou o Mousou Calibration, só que com mais maquiagem na cara. =P Tomei um susto com uma das meninas... ela é praticamente uma irmã gêmea da Tentenko, ex-BiS. o___o Mais uma vez no palco da entrada, também conferi dois showzinhos: o primeiro foi do Shallm Cat, uma dupla de performance razoável e bem empenhada, levando em conta que começaram a poucos meses. Elas seguem uma onda recente de meninas de outras áreas (normalmente grabia idols. uma delas também atua em teatro) que se aventuram a cantar e dançar. Na maioria das vezes o resultado é bem inferior ao delas. (vide a já citada Sachimi) O segundo foi meu querido (e amaldiçoado) Next Shojo Jiken. Fazia um bom tempo que não as via e eu tinha comentado por aqui que eu precisava ir na banca de goods para comprar uns cds e tals. Pois bem. Não o fiz. ^__^' Preferi continuar vendo outros grupos a gastar tempo nas atividades delas. E hoje me arrependo. Mal sabia eu que aquele foi um show histórico do grupo. O último da Eri. =( Após cerca de apenas seis meses, ela caiu fora de maneira repentina e imediata. Já deletou twitter e tiraram ela das imagens oficiais. E eu acabei ficando sem nenhuma foto com ela, nunca tive a oportunidade de falar com a garota para ter uma melhor impressão de sua personalidade. No palco ela se portava bem. Mas nos bastidores... A razão oficial é de que ela se desentendeu com o produtor e não estava obedecendo as ordens. Menina problema. Não parecia. O fato abalou logicamente a coitada da Mai, que em um ano e meio já vê sua terceira colega graduar. Mas ela pretende, pelo menos por enquanto, continuar se esforçando. Daqui pra frente, provisoriamente, ela se apresentará sozinha. Os compromissos do grupo em festivais por aí serão honrados, mas os 'teiki kouen' em Meguro estão cancelados. Este problema veio num momento péssimo, afinal amanhã lançam finalmente o primeiro single "Screaming Idol". (que mudou de nome e foi adiado, era para ter sido lançado mês passado) Espero que dentro das limitações consigam uma boa vendagem para manter o ânimo de todos (Mai, produtor Dinco e fãs) em alta. O grupo nunca esteve tão próximo de acabar como agora. =( No show tudo ocorreu bem. Bem até demais eu diria. Os 'trash wotas' não atrapalharam e cerca de 30 pessoas se juntaram para vê-las. O moleque de saia criou juízo e estava usando uma calça. Parte do pessoal eram fãs do Tsuki to Taiyou dando uma ajuda. Elas cantaram "Screaming Idol", "Shout Bullet" e "Adolescence". E eu tratei de fazer minha presença ser notada pela Mai. =)

Imagino que ela ainda deva se lembrar de mim. Porém deve me odiar por ter mentido e praticamente abandonado-as após a saída da Nono. ^__^' Pois é, o caminho seguido por grupinhos obscuros é sempre bem esburacado... mas o do Next Shojo parece ser ainda mais difícil. Precisam todos ir numa benzedeira. .___. Fui outra vez para o palco externo e acompanhei três grupos, o primeiro um velho conhecido: Shibuya Dominion. Elas melhoraram bastante em todos os aspectos (menos na feiúra das membros =P ) ao longo desse tempo e hoje são provavelmente um dos melhores grupos idols nesse patamar inferior de fama. Como uma delas é fã da Nyansan, o grupo automaticamente tem todo meu respeito e admiração. =D O segundo eu já vi uma vez antes, AngeLip. Continua bem fraquinho e sem graça, mas senti certa compaixão pelas coitadas com aqueles uniformes pesados embaixo do sol forte. O mesmo vale para o terceiro grupo, este uma novidade: Maria. Deixando de lado o nome tosco e o visual de gosto duvidoso, o grupo até que possui umas músicas meio retrô legaizinhas. Formado por um monte de lolis feiosas, não há menor possibilidade de que eu venha a me tornar fã, porém. Os próximos sete grupos eu vi no palco da entrada, em longa sequência. Até aproveitei e sentei sobre uma mureta, algo que não sei se era permitido. Vai ver nenhum staff falou nada porque eu sou nanbanjin. =P PreciouSparty é um trio tosco mas com músicas legais, de pegadinha rock e show bem animado. Me lembrou o Feam, mas com fanbase menor e meninas sem tantos... 'atributos', se é que vocês me entendem. Twin Twin é como o próprio nome diz, uma dupla de irmãs gêmeas. Duas lolis feiosas que fazem um MC longo e sem graça, falando feito retardadas. .___. As músicas são bobinhas mas agitadas, se o material humano fosse melhor... Yutori Gumi (não achei vídeo delas em palco, só desse programinha para web) é um grupo que parece ter sido criado a pouco tempo, de apresentação bem fraca. Musicalmente não é dos piores mas... A peculiaridade é que são todas mais velhas, uma delas é inclusive mãe já. Na sequência, Grazie 3. Esse chamou a atenção por ser nitidamente mais bem produzido que os demais. Não curti muito as músicas, mas há de se louvar o fato delas distribuírem-as de graça na internet. Mai Yajima foi talvez a grande descoberta minha neste dia. Uma solista que canta muito, de verdade. Imagine a RioRio num visual gothic lolita e com músicas mais pesadas. Nem parece que tem pouco mais de um ano de estrada apenas. Muito bem produzida, inclusive em termos de site oficial e goods. Paguei pau pra camiseta usada pelos seus fãs. Talvez acompanhe-a daqui em diante.

Niji iro Gensoukyoku ~Prism Fantasia~ é um grupo surgido em março passado, com musiquinhas animadas e um certo potencial. Por enquanto ainda são bem fraquinhas e com fanbase pequena. Shojo Daikyuu Gakushou -Girls Anthem- é o grupo que eu encontrei na portaria. Eu tinha de conferir que raios de grupo era esse né. Foi fácil de reconhecê-las com aquele uniforme 'natalino'. Completando um ano de existência, me pareceu bem produzido. Mas não curti as músicas nem as meninas, muito desprovidas de beleza. =P Achei interessante que elas possuem um sistema de pontos (1000 ienes em goods = 1 ponto) onde você pode até pedir pra uma delas cantar solo uma música de sua escolha. =D Bem que outros grupos podiam adotar isso também, eu adoraria fazer a Ayano do Up Up cantar "Slap That Naughty Body". =3 Bom, depois disso fui outra vez ao palco principal para ver apenas um grupo. Quando cheguei os wotas do Kamen Joshi estavam deixando a pista. Um deles viu minha camiseta do Team Shachihoko (antes que alguém fale algo, eu não fui o único usando camiseta de grupo avulso. vi nego com camiseta do BiS, do Up Up...) e perguntou qual era minha oshimen. ^__^' A dele era a Chiyuri. Que péssimo gosto. =P Eu assisti de longe do palco a performance do Tsuki to Taiyou. Elas estavam em quatro membros, como no vídeo. A outra graduou? Só sei que a pista como era de se esperar foi dominada pelos 'trash wotas' que compõe a sua fanbase. Uma pena, não fosse por eles eu já teria virado fã do grupo. Bem produzido, com meninas interessantes (principalmente a Natsumi S2 ), músicas legais variando entre pop e rock, conteúdo para internet divertido (melhor que o do Passpo)... São o Next Shojo que deu certo. =P Voltei ao palco externo para outros dois shows, já numa condição climática mais favorável graças ao horário. Primeiro teve o GracoRex, um grupo recente e bem genérico. Ele é formado por um time de grabia idols selecionadas num aplicativo de smartphones. E conta com uma menina capaz de rivalizar com a ex-Kamen Joshi Jun Amaki. .___. Depois veio um grupo que eu queria muito ver finalmente, o Stand-Up! Hearts da Yuiri-chan e companhia. Ainda não possuem vídeo no youtube e pelo visto nem cd próprio. Não reconheci nenhuma das músicas cantadas, então covers do Afilia Saga é que não foram. Triste que a Yuiri-chan não estava presente. =/ Boa parte delas também trabalha nos maid cafes do Afilia, mas nesse dia acho que só a tal de Mashiro compareceu. As demais pareciam um monte de lolis bem novinhas mesmo. Essa Mashiro deve ser uma das principais do grupo, afinal no Cheerz ela faz bastante sucesso. Ela me lembra um pouco a MioMio do Passpo...


Detalhe que ela faz parte ainda de um grupo chamado Deep Girl, criado a partir de um programa no showroom. E esse grupo, mesmo sendo mais recente que o Stand-Up! Hearts, já tem cd de estréia a ser lançado mês que vem. Se não rankearem no top 10 da Oricon, prometem encerrar as atividades. .___. Então tá né. Dali fui pela primeira vez para o palco do caminhão, onde vi outras duas apresentações. Kira Peace, criado a quase um ano e bem genérico. Tem músicas meia-boca mas uma fanbase bem agitada. E ela, Ichigo Rinahamu. A ex-BiS e ex-Akishibu Project, que ameaçou encerrar a carreira mas não o fez. Se não me engano seria a primeira vez que eu a veria numa performance solo, ao vivo. Nada contra ela, pelo contrário. Mas é que o estilo visual e musical dela não me atrai e nunca tinha me aparecido uma oportunidade boa. Seria nesse dia. Seria... Isso porque ela preparou uma surpresa: subiu ao palco, pela primeira vez, com a DJ Nicamoq. Ao invés de um show convencional da Ichigo Rinahamu, como todos esperavam, elas se apresentaram como o duo BPM15Q, novo projeto musical da Rinahamu. =O Quem diria, outra apresentação histórica. Com um som bem EDM, figurino e coreografias bacanas, eu achei mara. Ajudou o visual da Rinahamu também, com cabelo bicolor MUITO melhor que o da MioMio (chupa!). Rinahamu é um encanto e agora sim eu pretendo acompanhá-la mais de perto, neste duo. (ela disse que continuará fazendo shows solos, paralelamente) A tal de Nicamoq parece interessante também, rachei com ela escrevendo na descrição do twitter que "sou aquela não famosa do BPM15Q". kkkkkkk Não sei se vai dar certo, mas eu torço para que sim. Mai tem de se inspirar na persistência da Rinahamu. ;) Os quatro grupos seguintes eu vi no outro palco externo. Primeiro o Dissenter Dolls, que estreou em março e é mais um desses grupos surgidos ultimamente apostando num som hardcore. Musicalmente eu curti e vejo potencial nelas. Uma das integrantes é digna de rivalizar com a AD Nagisa do Bakusute. Enoooooorme. .___. Achei triste que elas, assim como outros grupinhos, em pouco tempo já parecem ter fanbase maior que o Next Shojo, tendo apelo ao mesmo nicho de fãs. =/ Em seguida veio o velho conhecido Honey Squash. Não gostei dessa apresentação delas, apesar de ter certa simpatia pelo grupo. Não sei o que houve, mas o figurino delas piorou muito, parece que teve redução no orçamento. O show todo foi bem 'nas coxas' e não cantaram cover do Passpo. =/ Outro velho conhecido, o Yanchan Gakuen, em compensação, fez uma apresentação bem melhor que as anteriores nas quais eu estive presente. Parabéns.

Elas são formadas por grabia idols e várias membros integram (ou já integraram) outros grupinhos. A Maia do Chu-Z por exemplo já fez parte dele. Na hora não entendi o motivo de haverem algumas meninas chorando emocionadas... acontece que duas delas graduaram naquele dia (e outra no sábado). Por fim teve o G☆Girls, um dos mais infames grupos compostos por grabia idols. Isso porque elas apelam BASTANTE, com roupas pequenas e transparentes. Lingerie à mostra e teve até um quase strip-tease. .___. Fazia tempo que não via esse grupo e... as integrantes podem até ter mudado, mas os métodos, não. Passo. Se bem que não podemos criticar muito porque né, até os grupos famosos apelam... Retornei ao palco do caminhão e acompanhei outras duas apresentações, a primeira da solista Yuuka Ueno. Não sei o que ela fazia lá, não tem pinta de idol. Linda num longo vestido e cantando muito, difícil acreditar que ela tenha só 17 anos. Saída de Tokushima-ken no sul do país, além de cantar ela atua como atriz e modelo. Covardia comparar um talento como ela com as idols genéricas do evento. Mesmo se fosse pra comparar com integrantes do H!P ou AKB, pouquíssimas tem a voz que essa menina possui. Deixa as Leo Ieiri e Ayame Gouriki da vida no chinelo. Eu tive de resistir muito para não ir na sua banca de goods; deu vontade de tietar uma artista de verdade. =P A outra performance foi do Iris (by Moradoll), trio formado por ex-integrantes do finado Techpri. Creio que já vi elas antes, não faz meu estilo. São competentes mas acho as músicas muito chatas. Foi mais um show com lágrimas, afinal uma delas graduou tornando o futuro do grupo incerto. Que festival de fortes emoções! Para encerrar o longo dia, mais dois shows no palco principal. Primeiro o velho conhecido Honey Spice, um dos grupos mais cult entre os grupos obscuros. Com uma fanbase grande e dedicada, já chegaram a figurar no ranking da Oricon e mesmo com sérias restrições financeiras as meninas mandam muito bem. Encerrando vi a solista Koto, aquela baixinha satânica. =D No youtube uparam a íntegra da performance dela nesse dia e vale a pena conferir. Foi o melhor show do festival, com ela possuída no palco e o público pulando muito. EDM nervoso ao qual eu não resisti e me joguei também. Será que eu virarei fã desta coisa? M-E-D-O. Ela foi a última a se apresentar em todo o festival e em seguida teve uma breve cerimônia de encerramento, com alguns dos grupos no palco agradecendo e jogando bolinhas autografadas para a platéia.

Claro, não consegui pegar nada. u___u Mas tudo bem, não tinha nenhum grupo que eu gosto ali mesmo... e se eu pegasse a bolinha da Koto, vai que o objeto está com uma maldição e sai andando sozinho pela casa depois né. Melhor não arriscar. Foi uma baita experiência num festival ao qual, sendo bem sincero, eu não tinha muito boas expectativas. Fui embora animado o suficiente para ir a outro festival no fim de semana seguinte, assunto de um post futuro. No próximo, comentarei um pouco sobre o sousenkyo e sobre as muitas novidades no mundinho idol. =)

2 comentários:

wattstax disse...

Are Moso Calibration fans that bad? I saw already quite a few performances of them, even right in the middle of them, but apart from then running around in circles (obnoxious), I never noticed anything like bad behaviour.

Dempagumi doing any sorts of events? It will be a dream.

Before Luvya, Party Rockets will get the throne for best Sendai Idol Group :P

I excused your comment on Party Rockets for the age issue, but TPD featuring unsightly girls? I agree with their music being lame, but that? No way!

Great to see you back at festivals. Enjoyed your short reviews. Interesting that some of those (unknown) groups will also be at TIF. But your taste, buddy, ohohoh... :P

Tsu Yamato disse...

yeah really bad. in a "BiS fans" level of badness. plenty of stuff being thrown in the air, naked guys, some performing stunts to get attention (like drinking a pet bottle in a single gulp till vomiting), liftings, moshings... you name it.

Party Rockets WHO? Madoka alone kicks their asses back to mainland china. =P

TPD sucks. like in every possible way. it`s way worse than Bellring. and that in itself is kind of a feat. =P

regarding my taste... i`m like wine, the older the better. ;)