domingo, 30 de agosto de 2015

Tokyo Idol Festival 2015 (Churi, Nyansan e trash wotas)

Post novo e é chegada a hora de fazer um report do grande Tokyo Idol Festival (TIF) deste ano. =D Demorou? Sim, mas MUITO menos que o do ano passado, então não reclamem. =P Desta vez, infelizmente, por causa do trampo só pude ir em um dos dois dias de evento. Logicamente escolhi o primeiro, dia 1 de agosto. Escolha óbvia se você observar quem estaria por ali apenas no sábado e já conhecer um pouco a respeito do dono deste blog... Sendo assim não tenho uma visão mais, digamos, ampla sobre o evento deste ano. Mas segundo relatos de amigos, o segundo dia foi semelhante ao primeiro. Até um pouco melhor sobre um certo aspecto (sobre o qual comentarei adiante). O fato é que o TIF 2015 foi incrivelmente melhor organizado que o do ano passado. =O Não sei se minhas expectativas eram baixas demais, mas eu a esta altura do campeonato já tinha largado a mão quanto a acreditar que os produtores poderiam corrigir erros e melhorar. Mas isto aconteceu. Não arrumaram tudo, mas foi um evento melhor de ser acompanhado (fosse você um marinheiro de primeira viagem ou macaco velho como eu) do que em edições anteriores. Com números recordes de grupos idols participantes (154, 16 a mais que em 2014) e visitantes (público de mais de 51 mil pessoas, aumento de cerca de 10 mil em relação à edição passada), o festival agora sob comando principal do Shunya Hamada (também ligado ao Idoling!!! e Fuji TV como os seus antecessores, mas encarregado mais de conteúdos digitais e programas de variedades) teve uma grande novidade: apresentou várias parcerias. Se antes o termo era aplicado quase que apenas nos palcos, com apresentações conjuntas de meninas de dois (ou mais) grupos idols (algo que foi mantido este ano, sem dar tanta ênfase ao queridinho Idoling!!!), neste ano foi estendido a todas as áreas. Teve parceria com os eventos 'concorrentes' Idol Nation e @Jam, com o Rakuten, Showroom, Tokyo Girls Update, Dmm.yell, Nama mail, concurso Miss iD... Dedo do Hamada, sem dúvida. Ele inclusive já declarou no twitter que no ano que vem teremos outra edição, apesar do término do Idoling!!! em breve, para não haverem os rumores que sempre aconteciam. Teve até um negócio bem curioso que foram as parcerias de grupos idols com as bancas de comidas. Que diga-se de passagem eram bem mais numerosas que no ano anterior. Você podia encontrar sanduíche do Why@Doll, sorvete do Up Up Girls Kakkokari... Um sarro.

O calor infernal esteve presente mais uma vez, dificultando a locomoção entre os palcos, distantes entre si. Eu até cheguei a passar mal, desidratado, em certo momento após a primeira apresentação do Up Up. Mas pelo menos desta vez haviam mais staffs por toda a área, orientando e cuidando da segurança. Não lá muito bem treinados, mas enfim. ^__^' Os guardinhas na entrada do DiverCity então, eram meramente ilustrativos. Eles nem checavam sua mala direito e o detector de metais estava com certeza desligado, pois não apitava nunca, mesmo com eu carregando aparelhos eletrônicos, chaves, etc. Ainda acho que mapas e placas pelo caminho seriam úteis, mas não colocaram. O que foi instalado foram muitos cavaletes a mais em todos os palcos, fazendo uma melhor delimitação de espaços e isolando mais os backstages. Isso podia ser mais bem notado no Smile Garden, aquele palco no meio da praça. Haviam enormes áreas de acesso restrito no entorno e atrás do palco, mais cavaletes delimitando uma área próxima do palco apenas para o público pagante e outros separando a 'pista' do palco com os corredores laterais de tráfego onde haviam bancas de comida. Apesar do público total ter sido maior, fiquei com a impressão de que havia menos gente. Talvez pelo fato de terem aumentado o número de palcos, oito, fazendo com que o público ficasse mais disperso. Em relação ao ano passado, todos os locais estavam parecidos, com apenas a inclusão do Zepp DiverCity. Apesar dele ser o maior palco, não era o 'palco principal' do festival. Este título continuou cabendo ao palco montado no meio da feirinha familiar vizinha ao TIF. Ele manteve sua área coberta com assentos e enormes filas labirintos de acesso. Mas a feira no entorno estava completamente reformulada e muito melhor. Seja em termos de acesso, seja em atrações. Com muito mais bancas de comida e lojinhas (tinha até uma do AKB48!), tinha piscina, bungee jump e um mini-templo. =O Segundo relatos do amigo alemão, a área de venda de produtos e atividades, o Greeting Area, apesar de realizada no mesmo estacionamento, estava melhorada também. Eu não sei porque não visitei o local, usando meu tempo inteiramente para ver shows. Inclusive acabei nem conseguindo me encontrar com ele ou outros amigos, apesar de por vezes termos estado nos mesmos palcos vendo os mesmos shows. Só encontrei, por acaso quase sem querer, com o americano Shaun, que estava meio perdido no Smile Garden. Batemos um papo rápido enquanto o LovendoR se apresentava por ali. Ele estava indecisivo pois queria subir ao Sky Stage mas não queria ficar horas naquela fila insana do elevador.

De manhãzinha quando cheguei, não estava daquele jeito. Mas conforme as horas foram passando ela foi crescendo, crescendo... No meio da tarde ela já praticamente dava voltas na praça, coisa digna de Comiket. Não só ele como eu também evitei de visitar o palco do topo do Wangan Studio por causa disso. Shows lá em cima são uma baita experiência, graças à vista da baía, mas não compensa perder várias horas para conseguir subir. Notei a presença de muitos estrangeiros, algo comum, em meio ao público. Mas quem me chamou mesmo a atenção foi um tiozão japonês, que foi trajando uniforme do meu querido Colorado Avalanche. =D Tem o meu respeito. Deram uma melhorada no panfletinho entregue com a time table, mas o esquema de retirada das pulseiras do festival estava uma porcaria, bem confuso e com enorme fila. Uma grande melhoria foi quanto aos atrasos. Os shows (pelo menos os que eu vi) estavam acontecendo com atrasos de alguns poucos minutos, coisa irrisória se comparado aos anos anteriores. Isso me permitiu acompanhar praticamente todos os shows que eu havia planejado ver. =) Na verdade só não consegui colocar meu plano inicial completamente em prática por burrice minha mesmo, que errei de palco e entrei no Doll Factory ao invés do Enjoy Stadium. ^__^' (os estúdios ficam um de frente pro outro. basta uma distração, confundir esquerda com direita e... pronto) Na verdade, desta vez os atrasos até me ajudaram, pois pude acompanhar mais grupos do que eu imaginava. Também ajudou o fato de que gastei menos tempo do que eu esperava me locomovendo entre os palcos, até porque estava mais sóbreo que de costume. kkkkkkk Bom, feita esta visão geral sobre o evento, vamos pros shows. O dia começou chegando e encontrando na estação Tokyo Teleport (além da multidão de wotas que também vira pro evento) uns cartazes de propaganda do pequeno Odaiba Tetsudou Festival, que esteve sendo realizado no mesmo final de semana. Com presença do Station, um dos muitos grupinhos cruelmente ignorados pelos organizadores do TIF. Elas estão lançando seu décimo single já. E participaram ainda de outro festival na mesma área, o Odaiba Idol Festival. Utilizando-se das instalações (precárias) do Tokyo Leisure Land, esse evento gratuito contou com a presença de vários outros grupinhos não presentes no TIF, como Feam, Re-2, doMebaby, Death Rabbits, Meguriai, Barbee... Se eu não estivesse com agenda lotada já, adoraria ter dado uma passada por lá pra ver alguns deles. Até porque o local ficava mais próximo do Smile Garden que certos palcos utilizados pelo TIF...


Mas não era só isso! Haviam ainda vários cartazes na estação de propaganda do aplicativo Cheerz. Tirei foto de um com a graciosa Shiochan do Idol College. =) Vale dizer que nesse aplicativo agora já tem 108 grupos participando, incluindo alguns bem famosos. Pelo Up Up, a Charai-san foi escolhida para fazer propaganda do grupo. No Afilia Saga, todas as membros entraram. Pelo Chu-Z entrou a Kana, pelo Predia entrou a Mai e pelo Passpo, a Oppaipon. Mas estas três últimas só estão participando do Cheerz por tempo limitado, até o final deste mês com a realização do @Jam Expo, evento que está de parceria com o aplicativo. =/ Para compensar, entraram as quatro membros do Passpo/Hacchake Tai, aí para usar pra valer o Cheerz. Mas elas não estão postando muita coisa. Destas todas a Charai-san é a mais ativa mesmo. Foi curioso que nos posts de introdução às colegas de grupo que ela fez, rolou uma 'competição' entre os wotas das demais meninas, para ver qual post receberia mais corações. Mas não vou falar muito mais a respeito, deixa pra lá. (pois é, os resultados foram bem embaraçosos para nós fãs da Nyansan ^__^' ) O Idol College, que em outubro lançará um single novo (música usada na abertura de um jogo), esteve ainda presente fisicamente no kombini Lawson entre a estação e o DiverCity. Elas estavam participando de uma campanha em parceria com a rede, com direito a máquina de refrigerantes com foto do grupo e elas vestidas de atendentes da loja, entregando brindes e tirando 2 shots. Infelizmente quando passei por lá estavam só umas membros feiosas que eu não conheço, nada de Shiochan. =( Os outros grupos também estampados nas máquinas eram o Kamiyado e o Omiya I-doll. Os três foram os vencedores de um concurso realizado no começo deste ano, Live Idol Tokyo 2015. Eu lembro de ter participado e votado no SnowDrops, mas eu sabia que as chances delas eram remotas. Afinal o grupo é MUITO underground e mal conduzido pela agência. Não lançam cd a séculos (parece que sairá um single em setembro, mas nenhum detalhe foi dado) e estão com site oficial fora do ar. Inclusive, recentemente elas tiveram mudanças na formação. Menos mal que nada envolvendo a angelical Misato, que agora está de blog renovado. Graduou a Yuka Nitta e entraram QUATRO membros novas. .___. FYT feelings... São elas: Momoko Takano, de 21 anos; Mizuki Hasegawa, de 20 anos; Sakura Okada, de 20 anos; e Misaki Akutsu, de 19 anos. Nenhuma delas à altura da Misato ou Chihiro. Fica difícil virar fã do grupo assim. =/ Mas ainda vou um dia num evento delas só pra tirar foto com a Misato porque né... S2.

Bom, voltando a falar do TIF, após as dificuldades para trocar o ingresso pela pulseira de identificação, fui para o DiverCity (palco Heat Garage). Haveriam shows mais interessantes em outros palcos, mas eu não queria correr o risco de ficar sem assistir O GRANDE show do dia. Cheguei no local quase duas horas antes dele começar e consegui garantir o melhor lugar possível, lá na frente bem perto do palco. =) Aí sim. No meio tempo fui obrigado a assistir as apresentações de Neo from Idoling!!! (o grupo principal eu acho... mais ou menos. já essa sub-unit é bem fraca. e os infames wotas do grupo deviam estar ainda sonolentos, pois não agitaram tanto assim), Sunmyu (socorro. passei por duas terapias para apagar elas da memória) e Bakusute Sotokanda Icchome (eu tinha certa simpatia por elas, pela proximidade com o Afilia e tals. mas já passou. =P o novo uniforme é simples demais, elas possuem membros em excesso -e olha que a AD Nagisa nem estava presente, pra valer por duas- e as músicas não me empolgam). Mas valeu a pena no final de contas, afinal presenciei o SKE48 retornando ao evento após três anos. =D Não as vi na vez anterior, então este ano era questão de honra. Sem Abiru, graduada, mas com a maravilhosa Takayanagi presente e cantando minha favorita "Okie Dokie". S2 Amo muito tudo isso. Estiveram representando o grupo: pelo Team S, Rion, Masana, Kitagawa, Jurina e Sae; pelo Team KII, Ego, Oba, Sarina, Takayanagi, Furuhata e BBQ; pelo Team E, Shibata, Akari, Tani e Rena; e mais a kenkyuusei Rara Goto (quem?!?!). A loli inclusive teve destaque num MC, falando em inglês e tals. Elas cantaram (dizem que foi a Jurina quem escolheu a setlist): "Escape" (atóóóóron), "1! 2! 3! 4! Yoroshiku!", "SKE48", "Hanabi wa Owaranai", "Gomen ne, Summer", "Mae Nomeri", "Pareo wa Emerald", "Okie Dokie" e "Aishite-love-ru!". Bem divertido, com o público agitando bastante. Eu particularmente não podia fazer muita coisa, pois estava prensado lá na frente. .___. A pista lotou e por ali não dava nem pra mexer os braços, completamente esmagado na multidão de wotas suados e fétidos. O que a gente não encara por uma visão privilegiada do paraíso (Churi), não é mesmo? ;) Ela estava encantadora como sempre e participou ativamente dos MCs. Haviam upado a performance completa no youtube, mas já tiraram do ar. Neste blog parece que ainda dá pra conferir, em três partes. No primeiro MC, puxado pela Shibata, as mais famosas deram espaço para as mais novas se apresentarem enquanto ocorria a troca de roupa. Começaram com um uniforme escuro e depois vieram com o uniforme branco de "Mae Nomeri".

No segundo MC, teve a Masana fazendo uma breve descrição das colegas. Ela lembrou do filme da Takayanagi. E foi engraçado ela falando enrolado. kkkkkkk No terceiro MC, rápido discurso da Sae. Durante a última música atiraram umas bolinhas autografadas. Nenhuma na direção em que eu estava. =/ Após a apresentação, elas não saíram do palco e apareceram os comediantes Masaru Hamaguchi e Kuro-chan, mestres de cerimônia do evento, para mais uma conversa com as membros. De importante teve a Rena falando que ano que vem, se o SKE48 participar novamente, ela voltará para assistir no meio do público. Nada melhor que uma idol que é idol otaku. =D Isso porque ela se despede do grupo no fim deste mês; participou do seu último akushukai no fim de semana passado em Kyoto. O single "Mae Nomeri" fechou a primeira semana com vendas de 370 mil cópias, muito abaixo do single anterior mas pelo menos um pouco acima de "Bukiyou Taiyou", o segundo single do ano passado (portanto, comparável). E quanto a Churi... bom, ela ficou triste que não pode ver o seu adorado iRis no TIF. Ossos do ofício, vida de wota costuma ser assim mesmo, sempre atrapalhado pelo trampo... sei bem como é. Ela está bem em evidência atualmente, estrelando nova campanha comercial e com seu photobook a ser lançado dia 30 de setembro (teve a data alterada). Continua bem ativa no twitter e andou recentemente fazendo cosplay de aloka Kinoshita pintando as pontas do cabelo de vermelho, a la Mari Mizuta. Achei mara. Falando nela, a ex-Izukoneko esteve presente no TIF também! Descobri da melhor maneira possível: cruzando com ela no caminho entre um palco e outro. =D Fiquei espantado que aparentemente só eu percebi que se tratava dela, mais ninguém parecia reconhecê-la. Só não tentei falar com ela porque fiquei meio sem graça quando duas amigas apareceram. Elas então passaram a correr para entrar no DiverCity, imagino eu que para assistir ao GALETTe*. Eu naquele momento estava indo devagar pois o Up Up se apresentaria apenas depois delas. A Mari não fez show, mas participou de um talk stage sobre o Nama mail, do qual ela começou a participar. Nesse re-início de carreira parece ser essa sua principal ocupação, participar de guest em MCs ou talk stages. Ela estará no @Jam Expo também, na mesma função. Uma pena que desta vez ela foi a única com a qual me encontrei pelo caminho. Pelo menos que eu tenha percebido. Mas bem, voltando para a ordem cronológica, fui pro Smile Garden onde conferi outros dois shows. Primeiro do tal de Caramel, mais uma dessas girl bands que faz shows e atividades como idols pra faturar uns trocados a mais. Rockzinho simples e que não me animou, ainda tocaram uma música longa pra cacete. Prefiro o Gacharic Spin, sinto muito. u___u


O segundo show foi em compensação bem especial: Idol Summer Jamboree com meninas de vários grupos cantando juntas músicas das colegas. Participaram Naomin e Yukky pelo Passpo e Konatsu e Ayano pelo Up Up. A apresentação já começou com tudo, com elas cantando "Himawari" do Passpo. A dupla do Up Up ainda cantou uma música do Fudanjuku em seguida. A dupla do Passpo participou de "Zenryoku Banzai! My Glory!" do ex-The Possible. E todas cantaram no final uma música do Sakura Gakuin. Nada de música do Up Up. u__u Puta falta de sacanagem isso. Ainda notei que a Ayano estava com uns emplastros nas costas. Quase uma múmia. =P Falando sério, fiquei sensibilizado com o sacrifício dela. Conforme o dia foi passando, as ataduras foram aumentando. Ela estava com dores nas costas, no braço, pernas... Não era o dia dela, mas mesmo assim a coitada encarou todos os compromissos. Leva o prêmio de MVP do TIF deste ano. Dali eu segui para o Hot Stage, o palco principal no meio da feira familiar. Enquanto eu estava tostando na longa fila, se apresentava o Palet. Não demorei tanto assim e acabei entrando a tempo de ter o desprazer de assistir ao Tokyo Performance Doll. Sorte que tinha aqueles bancos então podia sentar e não olhar pra aquilo. =P Mais uma vez, um sacrifício necessário e que foi recompensado em seguida: show do Up Up Girls Kakkokari. O primeiro do dia. A esta altura elas já tinham feito atividades na Greeting Area e aparecido de convidadas numa gravação do "Free Flight" do Passpo, que não pude ir ver pois era bem antes do SKE48. =/ Nesse divertido programa rolou o anúncio, concretização de um sonho particular meu antigo: um show dos dois grupos em parceria. Yay! =D Dia 11 de setembro, no Shinjuku Blaze com presença ainda da coreógrafa Takenaka que trabalha com ambos os grupos. Na apresentação do Up Up, que teve elas aparecendo no palco durante o "overture" (e não após, como costumam fazer. na certa por motivos de tempo curto para se apresentarem), usavam o 'uniforme de verão' branco, estreado no show em Hibiya. Cantaram "Bijo no Yajuu", "Zenryoku! Pump Up!!", "Upperlay", "Jumper!", "ChopperChopper" e "Uppercut!". Graças aos wotas do grupo, foi uma apresentação super agitada e desgastante, tanto que como já disse antes, até passei mal. Apesar do calor e das limitações do local, com assentos apertados. Não rolou nada de muito especial. Isso ficou reservado para a apresentação seguinte: do Team Makenki. Após o show, o Up Up nem saiu do palco. Primeiro teve um rápido MC com os mestres de cerimônia. Depois o show do Team Makenki onde cantaram "Mugen Fly High!!". Eu não pude agitar muito pois estava só o pó... ^__^' Usando as últimas energias pra me manter de pé.

Aí fizeram um MC e chamaram a convidada especial: a famosa ex-Morning Musume Mari Yaguchi. Após o divórcio em 2013 ela anda sumida, apesar de não ter oficialmente encerrado a carreira. Faz aparições esporádicas por aí. Como essa. Teve um papo bem respeitoso das meninas com ela, por se tratar de uma antiga senpai. Juntas, cantaram o clássico "Renai Revolution 21". Os wotas do Up Up tinham comparecido massivamente e grande parte deles acompanhava (e ainda acompanha) o H!P (diferentemente de mim), então a resposta do público foi muito boa. Após me recuperar, eu deveria ter seguido para o Enjoy Stadium, mas como disse antes, entrei no vizinho Doll Factory e acabei conferindo o tal de Jumpin' & Suzuca. As vi pela primeira vez, mas preferia não ter visto. Lolis feiosas num uniforme de gosto duvidoso com músicas bobinhas. Socorro! Só dou um desconto porque o grupo veio de longe, Ishikawa-ken, para se apresentar. Espero que tenham curtido a viagem. Mas não voltem tão cedo pra cá. =P Em seguida veio o Splash, outro grupo vindo de longe (Hiroshima) e composto por lolis. Pelo menos tinham um uniforme e músicas melhorzinhas. Devo ter visto pela primeira vez também. Se me recordo bem, já cheguei a ver um grupo idol com este nome, mas era um trio e tinham músicas mais rock... enfim. Saí e fui pro Smile Garden, onde o Anmiran se apresentava. Sub-unit especial criada para o @Jam Expo deste ano, composta por meninas do Tokyo Performance Doll, Callme e Cheeky Parade. Chatinho mas foi rápido. Em seguida, hora do Idol Summer Jamboree Acoustic. Como o próprio nome indica, outra colaboração entre integrantes de vários grupos, mas agora cantando com banda acompanhando e canções de artistas variados. Foi portanto uma colaboração mais refinada, só com idols realmente boas de canto. A Akane do Predia participou de uma cover de música da Kana Nishino. You Kikkawa e Rurika do Idoling!!! cantaram "Manatsu no Kousen" do Morning Musume. Minha Nyansan, vestindo a roupinha camponesa usada já em vários teiki kouen, apareceu para participar de uma cover do Ikimonogakari. Teve ainda outras meninas cantando músicas do Zone e Greeeen. Para fechar, todas no palco para "Ureshii! Tanoshii! Daisuki!" do Dreams Come True. No intervalo que havia para a próxima atração, andei pelas bancas de comida e comprei um sorvete do Up Up, com referência à música "Marvel Hero". Caro e minúsculo. u___u Havia de outros grupos também. Você recebia um ticket para participar de um sorteio de camisetas. Mas tinha de juntar três. Sem chance que iria torrar tanta grana assim. Havia uma tabela de horários nos quais algumas meninas dos grupos iriam aparecer por ali para ajudar nas vendas.

Pelo Up Up foram Nezumiiko, Charge-san e Charai-san. Pena que só descobri tarde demais, elas já tinham saído dali faz tempo. =/ Como dito antes, encontrei com o Shaun e ficamos conversando enquanto o LovendoR se apresentava. De longe, deu pra conferir que o público estava animado. Eu vi a banda da ex-Morning Musume Reina Tanaka pela primeira vez e achei meia-boca. Música com prazo de validade vencido. Mais uma vez, prefiro o Gacharic Spin. Dali, segui calmamente de volta para o DiverCity. Hora de ver mais uma vez o Up Up Girls Kakkokari, minha prioridade no dia. Mesmo com MC e "overture", foi um showzinho super rápido, passou num piscar de olhos. Cantaram apenas três músicas: "Bijo na Yajuu", "Upper Rock" e "Uppercut!". Com o mesmo uniforme de antes. Eu estava bem pertinho do palco e pude agitar bastante, sem o calor intenso dos palcos ao ar livre e com espaço confortável na pista que não estava lotada. Toda apresentação que conta com "Upper Rock" já vale o ingresso. ;) Ayano, mesmo com as dores, estava super empolgada puxando o público. Assim que acabou tive de ir rápido pro lado de fora a tempo de conferir no Festival Stage (aquele palquinho aos pés da réplica do Gundam na entrada do shopping) a apresentação do POP (ex-Pla2me). Já começava a escurecer e essa estava programada para ser a última performance do dia naquele palco. Não podiam ter escolhido pior... ^__^' Fazia bastante tempo que eu não via o grupo, na época ainda com a Mari e sem 'trash wotas' (ex-fãs do BiS) dominando a platéia. Que diferença. Nada contra as novas integrantes, que parecem se divertir bastante e ter a mesma personalidade meio maluca da Saki. Ainda cantaram a antiga "Plastic 2 Mercy", que é bem divertida. Mas não tão divertida assim a ponto de cantarem TRÊS vezes seguidas né. .___. Sério, fizeram essa trollagem mesmo, na maior cara-de-pau. A primeira foi legal, na segunda a galera riu, achando que era piada. Mas na terceira, boa parte do público foi embora, eu incluso. Avacalhação maior só por parte dos 'trash wotas' que ficaram o tempo inteiro infringindo as regras rígidas dos organizadores. Teve moshing, diving, lifting, nego tirando a roupa... aquelas palhaçadas de sempre. tsc tsc tsc Me chamou a atenção que enquanto rolava o show os staffs pareciam não fazer nada. Segundo relatos, atitude diferente foi tomada em várias outras apresentações com nego sendo realmente posto para fora e shows sendo interrompidos. Mas é que a coisa estava tão fora de controle que resolveram agir mais tarde, de maneira bem mais drástica: expulsaram o POP do segundo dia de evento. =O


Soltaram uma nota no site oficial comunicando que o POP e o BiSH (a reencarnação do BiS) teriam todas as suas atividades canceladas no segundo dia de TIF. Uma pena para as meninas, mas bem feito para os 'trash wotas'. Eles fazem por merecer, estragando o espetáculo e criando uma péssima imagem para toda a comunidade wota. Ouvi dizer que estes dois grupos tinham sido os de shows mais 'selvagens', apesar de incidentes terem acontecido até em shows de grupos mais tranquilos como Houkago Princess. (o BiSH diga-se de passagem também cantou a mesma música repetidas vezes. o que não faz sentido em nenhum dos dois casos, pois elas possuem mais músicas... provocação pura e simples mesmo) Desse modo, no dia seguinte, segundo um amigo, os shows foram bem mais tranquilos. Parte dos 'trash wotas' já não compareceu e os demais estavam bem mansos diante de tudo o que rolou no dia anterior. Tomara que isto sirva de lição pra essas fanbases e pros próprios grupos (idols e produtores), para que não incentivem mais (ou passem a mão na cabeça) desses mal comportados. A Saki inclusive está atualmente afastada por tempo indeterminado do POP, dizem que exatamente por isso: ficar incentivando o pessoal a fazer besteira e ela mesma ficar praticando stage diving. Se for verdade, sinal de novos tempos na produção (dedo do pessoal da T-Palette Records, nova gravadora?), que até então era bem conivente com tudo o que rolava, desde os tempos de BiS. Eu felizmente só cruzei com os 'trash wotas' nesta apresentação. Até porque já tinham ocorrido incidentes ano passado e eu sabia que algo ruim poderia se repetir. Dito e feito. Este ano foi muito pior, com 'trash wotas' em maior número e aprontando em muitos shows variados, não só nos dos 'seus' grupos. Bom, de lá eu segui para o My Navi Stage, aquele palco colorido montado nos fundos do prédio principal da Fuji TV. Abaixo do gigantesco letreiro luminoso, que assim como no ano passado, foi ligado para ficar exibindo o nome dos grupos que se apresentavam. Por ali eu acompanhei: Cupitron (acho chato, com temática futurista e uniformes que mais parecem 'cospobre'), Tsuribit (outro que não curto, com suas lolis feiosas e músicas descartáveis), Musubizm (aí sim um grupo interessante. de fanbase fervorosa e músicas animadas cheias de arranjos a la Denpa Gumi.inc) e You Kikkawa. Eu perdi (por questão de horários conflitantes) muitas apresentações que eu gostaria de ter visto. Mas a Kikka era questão de honra voltar a vê-la, até porque ela tem melhorado, usado uniformes que mostram mais seu corpo e é uma das solistas mais consagradas no meio. Tenho passado a curtir algumas de suas músicas. Eu assisti sentado nas escadarias e notei que ela constantemente ficava mandando tchauzinhos para o público. Era a simpatia em pessoa. =)

Mas o motivo para minha presença naquele palco era o último grupo a se apresentar por ali no primeiro dia: de novo, Up Up Girls Kakkokari. =D Nessa última aparição delas no dia (o grupo foi o que teve mais atividades no TIF neste ano. foram no total, ao longo dos dois dias, 10 shows mais uma colaboração com o LinQ, dois talk shows, aparições no aquecimento e encerramento do segundo dia e claro, atividades na Greeting Area. ufa! nesse vídeo tem a performance delas no Smile Garden, no domingo. pelo menos ali elas deram uma variada no figurino. variaram bem também as setlists pro segundo dia), nenhuma novidade: mesmos uniformes, MC rápido e cantaram "Ichiban Girls!", "Runway" e "Zenryoku! Pump Up!". Divertido, mas não foi tão memorável quanto no ano passado, tanto no que diz respeito à performance delas como dos wotas. Pelo menos havia um público bem grande reunido por ali ainda. Ayano se apresentou com uma atadura a mais no braço, coitada. Dali, eu e a maior parte da multidão seguiu em direção ao Smile Garden e aos palcos no prédio da Fuji TV, pois neles ainda haviam shows. No meio do caminho, passamos por uma ponte sobre uma avenida de onde dava para avistar e ouvir claramente o que se passava no Hot Stage. O Passpo estava encerrando o dia naquele palco. Eu e mais alguns malucos nos empolgamos e estávamos fazendo calls e coreografia de lá de cima mesmo, a sei lá quantas centenas de metros de distância. XD Não pude ver pra valer nenhum show delas (assim como não deu pra ver FYT, Predia, Nananon, Denpa Gumi.inc, Rio Hiiragi, Lyrical School... putz queria ter visto tanta coisa...), mas deu pra acompanhar desse modo elas cantarem "Material Girl" e "Let It Go" (assim como um último MC bem emocionado puxado pela MioMio). Só pra matar a saudade. De volta à peregrinação, cheguei ao Doll Factory, não a tempo de ver a RioRio, infelizmente... mas deu pra pegar o animado show do Akishibu Project. Continuo mantendo a opinião de que elas são um dos grupos mais legais no mercado hoje em dia, gostaria muito de virar fã. Mesmo sem a Rinahamu (que ultimamente anda fazendo muitos shows e mudando toda hora a cor do cabelo. rosa claro, rosa escuro, roxo, rosa e roxo, preto com mechas rosas... como ela está sem agência, anda se virando e lançando de maneira totalmente independente novas músicas) o grupo parece estar se virando bem. Até apareceram num vídeo do Vice News recentemente, pena que de uma maneira não lá muito boa. Deve ser o pior vídeo já produzido pelo canal, que costumava ter um nível alto de qualidade antigamente, antes de firmarem parceria com a HBO. =/

Nele, eles tratam de maneira superficial sobre a questão da prostituição juvenil no Japão. Um problema real e sério. Só que começam a misturar um monte de coisas nada a ver como sendo sintomas desse mesmo problema (reflexo de uma cultura existente no país que é simpática à pedofilia, segundo eles), como cultura idol otaku e maid cafes. Oi? Associar akushukais e a relação entre idols e fãs com prostituição é tão démodé, aff. O mais sem noção é quando o "repórter" fala que aquilo seria algo aceitável se fossem adolescentes se encontrando com adolescentes, não um monte de marmanjos... Quer dizer, gente mais velha só pode gostar de artistas igualmente velhos, ótima lógica essa hein. E o mais risível é que ilustram isso com o Akishibu, grupo onde apenas UMA das integrantes poderia ser considerada uma 'adolescente' por sua idade. /facepalm Enfim, voltando aos shows, em seguida o público se manteve bem animado com o Houkago Princess. Achei curiosa essa sequência pois os dois grupos se parecem em vários aspectos. Só que elas já estão a bem mais tempo no mercado e possuem uma fiel fanbase. Acho bem divertidas as apresentações delas também. Elas tiveram este mês finalmente sua estréia numa gravadora major. Pois é, daqui a pouco só vai sobrar o Up Up ainda em gravadora indie... ^__^' O encerramento do palco (e do meu dia no evento) veio com ninguém mais ninguém menos que o Afilia Saga. Pra fechar bem. A pista não estava lotada, mas os wotas agitaram bastante como poucas vezes vi em shows delas. As meninas apareceram trajando o uniforme novo do recém-lançado álbum "Realism". Tenho a impressão de que já vi ele (ou outro muito parecido) antes... Elas cantaram "Venus to Aoki Nanatsu no Umi", a nova "Tenkou Girl" (primeira apresentação dela ao vivo. é legalzinha, curti), "Neptune☆Sagashite" e "S.M.L". As meninas estavam bem sorridentes e o MC foi puxado pela Louise. Curto, mas divertido. Pena que vai ser difícil meu interesse pelo grupo voltar a crescer após a bomba anunciada mês passado: minha oshimen (ou seria ni-oshi? há controvérsias) Raymee Heavenly anunciou graduação. ;___; Com intuito de focar na carreira de dubladora, ela vai sair do grupo num show de despedida dia 29 de setembro, após pouco menos de três anos no Afilia. Essa me pegou de surpresa pois eu imaginava a graduação de outras membros mais antigas, não dela. Ainda mais que ela já vinha com as duas carreiras em paralelo, poderia continuar assim... mas não, ela decidiu optar por sair. ;___; O Afilia perde grande parte de seu charme.




Raymee que estará entre os dias 11 e 15 de setembro numa peça entitulada "Kajitsu", mais uma vez ao lado da Hiramatsu ex-SKE e Mami Kato ex-SDN48. Vai ser a quinta peça da Mokyu Mokyu após sua saída (mesmo com ela mais focada em suas grifes e carreira como modelo) e a segunda experiência teatral da Raymee. Tomara então que ela pelo menos continue atuando para eu poder vê-la de vez em quando, uma vez que como dubladora as oportunidades para tal serão mínimas. Como não tenho acompanhado o grupo tão de perto recentemente, não sei se ela vinha dando sinais de descontentamento ou desinteresse. O fato é que no mesmo dia (o one-man do Afilia no Tsutaya O-East) anunciaram duas novas membros, para substituir ela e a Laura: Momoko Little Berry (com o nome de Momoko Naruse ela vinha a cerca de um ano integrando o Stand-Up! Hearts, até ser 'promovida'. trabalha no maid cafe em Shinjuku) e Moe Mieray (trabalha no maid cafe em Roppongi). Pelo menos capricharam mais no nível estético das escolhidas desta vez. =P O duro é que rapidamente o Afilia vai ficando irreconhecível pra mim, que nem o AKB, com esse monte de meninas novas e não tão interessantes quanto as anteriores. Bom, vida que segue né. Poderia ser pior, poderiam simplesmente acabar com o grupo... Enfim, assim acabou o TIF deste ano para mim, feliz por poder ver a Raymee num palco após tanto tempo e uma última vez antes de sua saída. Mas tendo de me apressar feito um louco para poder chegar em casa o mais cedo possível, afinal no dia seguinte já tinha trampo de novo. Concluindo, foi um festival divertido, mas não tanto como o concorrente de ontem... assunto do próximo post. =) Falarei também das novidades do Up Up e Passpo (entre outros) que estou devendo por aqui. Antes de encerrar, deixa só eu comentar sobre algumas aquisições recentes. Na última foto acima, aparecem as revistas: "Young Magazine" número 30, com a Sayaka Tomaru (a Areki do FYT) na capa. Um ensaio de sete páginas MUITO bom, louvado seja o Senhor! *___* Ela está bem 'soltinha' neste que é talvez o melhor ensaio dela até hoje, bem generoso com os leitores se é que vocês me entendem. ;) A segunda é a "Gekkan Entame" de setembro, com a Mai Shiraishi do Nogizaka46 na capa e pôster. Tem ainda meninas do NMB48; matéria sobre a nova temporada (a quinta) da série Majisuka Gakuen que começou a ir ao ar neste mês; entrevista com Yukirin e Kitarie falando sobre o exílio que terão pela frente no NGT48; matéria sobre o single do SKE focada na graduação da Rena, com off-shots da gravação do clipe da beside com o Team E...

Entrevistas com o Country Girls, Negicco, Lyrical School, Idol Renaissance, Super Girls... coluna da Churi, matéria com o Idoling!!!, ensaios com a Shibata do SKE48 e uma loli qualquer do AKB48. Mas o destaque está no finalzinho da edição: primeiro com a seção "Oshi Camera" retratando desta vez a Konatsu do Up Up em imagens dela no show em Hibiya. E depois com outro ensaio generoso da Areki, que me fez ovular horrores. *___* Tomara que ela mantenha essa nova pegada mais danadeeeeenha nos ensaios, os tarados fãs de plantão agradecem. A última é o volume um da "BLT Graph.", uma variação nova da famosa "B.L.T.", com a Sayanee do NMB48 na capa. A revista traz ensaios de alta qualidade e entrevistas com ela, Sayuri Matsumura do Nogizaka46, Kitarie e Kojimako do AKB48, Hinata Kashiwagi do Ebichuu e ela, Oppaipon do Passpo. A capitã do grupo posa pouco para ensaios fotográficos, mas quando resolve aparecer... barbaridade, tchê! Num ensaio a la Pocahontas, ela aparece com um bikini bem apertado em fotos numa praia e floresta. Livre, leve e solta, Oppaipon quase me fez enfartar com uma foto onde ela aparece, sério, com o bikini devidamente atochado no seu rego. kkkkkkk Coisa de loko. Já na primeira foto abaixo, tem minha grande compra recente: finalmente uma nova e decente cadeira pra usar em frente ao meu computador. =3 A antiga era simples e ainda estava com encosto quebrado (que pobreza). Agora não mais, chega de desconforto! Encomendei essa DXRacer modelo DXZ (com detalhes em laranja em referência à minha querida Nachu Nyansan), baita cadeira toda em couro sintético com regulagem de altura nos apoios de braço e inclinação de 180º. Agora só preciso juntar o dinheiro para trocar de PC... ^__^' Fechando o longo post, Raymee. Mais uma bela idol que jamais será esquecida. Tomara que ela consiga atingir suas metas e obter sucesso longe do grupo daqui pra frente. E vem cá pegael, sua linda!

2 comentários:

wattstax disse...

TIF really improved. But I am in accordance with Shaun, that the main issue is still that there are too less stages for too many people. I believe you said something like that too.

Regarding Splash. I also saw a group by that name at last TIF and they were completely different. It gets more and more confusing.

It is strange that you didn't even once entered the Greeting Area. You would have liked it. In contrast I am so glad I never go for the colab performances. Watched the Smile Garden Live completely and those bored me soooo much. Not even Yukki or Akane or Mayu or Maho could save the day there.

I have heard about VICE too. Must be some serious religious group in the background or something. People feeling superior about a different culture they never experienced and only regarding their opinion as the righteous one. Great journalism...

I loved Afilia Saga's new outfit, though I was too far away from them.

Tsu Yamato disse...

yeah I already complained in the past about the lack of stages and too many people there but: 1- they did add one stage this year. better than nothing, I guess... 2- TIF is crowded but once you go to a Comiket in your life... everything else turns out nice. rofl comparing to that, TIF is a paradise! 3- I lost hope about some REAL changes and improvements in TIF, so better just celebrate the small ones we had and live on.

Splash's case is probably a lack of creativity by these stupid producers. ^__^'

had no real time for Greeting Area, unfortunately. if I went both days then yeah, I could reserve some time for that.

Vice quality seems to have gone downhill and I blame these new reporters they got. they are really bad compared to the older ones like Shane Smith. since the contract with HBO, they started making more videos, like in an industrial scale, so I guess that this drop of quality (and new untrained personnel) should be expected... =/