segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Tokyo Game Show 2014

Hora de fazer um report, finalmente, do evento ocorrido no domingo dia 21 (na verdade ele foi realizado durante quatro dias. 18 e 19 aberto só pro pessoal da área; 20 e 21 aberto pro público em geral). Desta vez, finalmente, algo não relacionado a idols. A princípio. ^__^' Bom, o TGS vem sendo realizado desde 1996, sendo que a partir de 2002 passou a acontecer uma vez ao ano (antes era semestral) e a crescer no número de visitantes e relevância no mercado. Sempre foi uma convenção voltada a jogos e produtos relacionados, mas com foco no mercado interno nipônico. Ultimamente empresas de fora têm dado mais atenção ao TGS e este tem se consolidado como uma das mais importantes feiras do gênero no mundo, com lançamentos importantes, anúncios e tals. Não vou comentar a respeito por aqui, já aviso de antemão. Me desculpem. Ando super por fora das novidades, lançamentos... falta-me tempo pra ficar jogando e meu hobby principal tem sido idols, então meu lado game otaku foi deixado pra escanteio. Pra se ter uma idéia os últimos jogos que comprei e fiquei jogando foram Tomb Raider (2013) e GTA V. De lá pra cá nem faço idéia do que tem de legal no mercado. Enfim... neste ano a feira atraiu mais de 250 mil visitantes, uma queda considerável em relação ao ano passado (recorde de 270 mil. de qualquer modo, muito abaixo da feira de games de Hong Kong, a maior do continente, que atrai mais de 400 mil pessoas). Realizada no Makuhari Messe, ocupando nove pavilhões, a feira foi tudo o que poderia se esperar de algo desse gênero e porte, levando em conta experiências anteriores semelhantes: filas enormes pra tudo e lanches caros; cosplayers, muitos estrangeiros, muitas famílias com crianças pequenas e gente sentando pra tudo quanto é canto; muitos staffs, organização razoavelmente boa e garotas com roupas provocantes entregando flyers e atraindo tarados fotógrafos; stands de grandes marcas bem concorridos onde não dava nem pra entrar, palcos com palestras, shows e atividades sendo transmitidas ao vivo na internet...


Um dos destaques da feira era esse tal de Psycho Break ("The Evil Within" no ocidente), que está para ser lançado. Mistura de Outlast com Resident Evil? No stand da Konami, lógico, atenção especial pro Metal Gear Solid V novo. Grandes stands da Square Enix, Playstation, Sega... mas minha atenção estava voltada é pro stand da DeNA (mobage). Ali estava sendo promovido o lançamento de um novo joguinho pra celulares, Hacka Doll. E adivinha quem estaria presente? Pra quem não reconheceu as vozes do vídeo anterior, era o trio de dubladoras do "Wake Up, Girls!": Miyu Takagi, Kaya Okuno e Nanami Yamashita. Elas emprestam suas vozes pras personagens do jogo. Assim como a Raymee (ela esteve presente no dia anterior também, personificando a nova mascote da marca, Mobami-chan. report e fotos aqui) do Afilia Saga. =D Fala sério, sensacional. Em que outra oportunidade na vida eu poderia ver essas quatro reunidas, num talk show + mini live (dá pra assistir a toda a apresentação no youtube)? Foi bem engraçadinho e eu dei sorte de ter chegado quando estava começando já. Assim, como havia espaço ainda, mesmo sem eu ter pego previamente um ticket pra ver a apresentação, os staffs me deixaram entrar. Raymee como sempre linda demais num vestidinho roxo com bolinhas. S2 Voltando a fazer atividades longe do grupo, ela brilha muito no Corinthians. Não tem como não se apaixonar com ela cantando "Future☆Days" da Mobami-chan. Ela agradeceu à presença de alguns Afilia wotas com penlights roxos no local. Também haviam fãs do WUG, estes em grande número. Eles trataram de dar uma agitada na música seguinte. O trio cantou "First Heart Beat", da trilha do jogo. (report e fotos deste evento nesse link) Sobre o WUG vou falar mais no próximo post, mas deixa eu aproveitar o gancho pra falar do Afilia Saga, que faz tempo que eu não comento nada do grupo por aqui (e nem as vejo). Após um mês de setembro onde tiveram apenas seis shows/eventos e uma nova "bus tour"...

Eis que no último dia do mês, uma bomba foi anunciada no site oficial: Reina está fora do grupo. .___. Assim, de repente, pegando a todos de surpresa. Ela não vinha dando as caras recentemente nem no twitter, blog ou shows do grupo (parece que participou da "bus tour" no dia 27, porém). Mas o que parecia ser apenas uma simples licença por motivos médicos (como outras no passado), se mostrou algo mais sério. Grave mesmo. No anúncio, breve e sem grandes detalhes, apenas se comenta que ela teve seu contrato com a agência rompido. Ela descumpriu o contrato e assim sua permanência seria insustentável. O produtor Chiyomaru, no twitter, adicionou que ela irá seguir daqui pra frente o caminho que ela escolheu. Bom, diante dessa atitude abrupta de dispensá-la sem cerimônia de graduação ou comunicado de despedida, mais esses comentários lacônicos... pessoal no 2ch já começou a especular que se trata de gravidez. .____. Eu não acho que seja isso, vejo duas hipóteses mais prováveis: descobriram que ela está namorando e ela optou pelo relacionamento ao continuar no grupo (com a carreira de idol) ou descobriram que ela andou colocando mais piercings/fazendo tatuagem, ficando com imagem bem pouco 'idol' e aparência yankee demais pros olhos da maioria (no Japão). E optou por não tirar ou disfarçá-los. Vai voltar a ser uma anônima. Isso me lembrou o caso da Hnnnnnnacchi, que saiu do AKB do dia pra noite também. Mas ela tinha já bem mais tempo de grupo (Reina encerra sua meteórica passagem com 1 ano e 7 meses de Afilia) e deixou mensagem de despedida, pelo menos. Triste que isso tenha acontecido, por mais que eu não fosse muito chegado nela. E principalmente por ter acontecido dessa maneira, com ela saindo pela porta dos fundos. Tentanto olhar positivamente, essa saída deixa o grupo novamente com 12 membros, número par, detalhe que ajuda na maioria das coreografias delas. Como nem tudo são notícias ruins, o Afilia anunciou um novo single pro dia 26 de novembro, entitulado "Japonesque x Romanesque".

Sei lá, achei tão Koda Kumi esse título... .____. Vamos aguardar pra ver. Espero me surpreender com o grupo (e ver a Raymee de center =D ). Elas iniciarão a campanha de lançamento já no próximo fim de semana. E na agenda, além da campanha tem outras cinco apresentações este mês. (lembrando que dia 20 de dezembro terão um novo one-man, desta vez no teatro da Tokyo Disneyland) Bom, voltando a falar da feira, talvez a seção mais interessante fosse a dos jogos indie. Aqueles desenvolvidos por amadores em suas casas, sem grandes investimentos bancando, marketing, nada. A maioria eram jogos simples em 2D, mas tinha um que me chamou a atenção. Um tal de DreadOut, jogo de terror feito por uns caras da Indonésia. Pra um jogo indie, achei muito bem feito, indo na mesma linha do Fatal Frame. Entre os jogos famosos em destaque, tinha o novo Winning Eleven, novo Monster Hunter, Destiny... stands de fabricantes de acessórios e componentes de computador... num desses eu pude jogar um pouco de um jogo de corrida, acho que era o Grid Autosport... foi a única porcaria que eu pude jogar no dia inteiro. u___u Como se pode ver na quinta foto abaixo, tudo quanto era jogo tinha filas que demoravam meia hora, uma hora, duas horas... Na maioria dos stands haviam placas informando sobre o tempo de espera. O Grid como já é "antigo" era um dos únicos que encontrei sem fila. Como já era de se imaginar, uma das principais atrações da feira eram os stands com óculos de realidade virtual. Nestes as filas pareciam sem fim. Mas acompanhando um pouco a demonstração, os caras pegaram uns joguinhos tão bestas pro pessoal ficar testando... =/ Haviam muitas réplicas enormes e caras vestidos de personagens para se tirar foto pela feira, mas nada lá muito de meu interesse. Havia uma seção dedicada também a exposições dos alunos das principais faculdades de design de jogos e programação do país.


Nas fotos abaixo, stands da Gree, Xbox, Xperia, Logicool... no da Mad Catz estava tendo um torneio bem acirrado de Ultra Street Fighter IV. Não era o único torneio rolando na feira. Havia uma réplica de castelo japonês, havia Idolm@ster (tem em tudo quanto é lugar essa porra!) e haviam lógico muitas bancas de vendas de produtos variados na seção de merchandise. Destaque pras camisetas do Idolm@ster, que admito, paguei pau. Quase comprei uma. >___< Tem que ser MUITO otaku pra andar na rua por aí com uma dessas... Montaram uma área cercada só pra famílias com crianças pequenas, uma área de alimentação e um painel contando a história do desenvolvimento dos jogos. Os cosplayers tinham uma área só pra eles também, apesar de que você encontrava-os tirando fotos por tudo quanto é lado. Eu não fiquei muito tempo ali porque prefiro deixar essa coisa de tirar fotos de depravados cosplayers com os tarados profissionais. ;) Minha atenção estava voltada pro Event Stage, o palco principal da feira. Ali era necessário um ticket de entrada, mas novamente consegui adentrar de boa. Ah como é bom ser estrangeiro nessas horas né. =P Iria rolar uma apresentação do Denpa Gumi.inc promovendo o novo joguinho para celulares Phantom of Kill. Teve um talk show com os criadores do jogo, sorteio de presentes e um desfile das meninas do grupo fazendo cosplay das personagens do jogo. Destaque pra Nemu, quanta 'personalidade' hein? =D Após sessão de fotos, elas retornaram com a roupa tradicional do grupo para anunciar a estréia de um programa delas no próximo dia 19, na Tv Fuji. Entitulado "Dempajack World Wide Akihabara", será o primeiro programa em tv aberta delas, com a proposta de apresentar o bairro e a cultura otaku. Vamos ver se vai durar mais tempo que o programa do Passpo né. Claro, elas encerraram sua participação com um mini live, onde cantaram em primeira mão "Bali 3 Kyouwakoku" (música tema do programa), além de "Chururi Chururira" e "DenDenPassion".


Essa música nova será beside no próximo single do grupo, "DenParty Night", a ser lançado no mesmo dia do single do Afilia. Eu gostei, tem bem a cara do grupo e é agitada como os principais 'clássicos' delas. Num dos MCs rolou uma surpresinha pra Mirin, que fez aniversário dois dias antes. 'Parabéns pra você' e galera com penlights vermelhos. Havia um número considerável de Denpa wotas ali, tanto que o showzinho delas foi agitado. (quem quizer mais fotos e info sobre essa apresentação, pode visitar essa página. ou esta aqui) O Denpa Gumi estará nestes próximos dois meses fazendo outras apresentações em festivais e feiras por aí, mas não sei se vou poder voltar a ver o grupo tão cedo. Por hora, me resta ficar acompanhando a Eitaso no twitter mesmo. Ela tuíta pra caramba, tá loko! Parece a Yuffie ou a Maarin (do Alice Juban), outras duas que eu ando seguindo e postam uns 50 tuítes por dia, sério! o___o Na última imagem acima, umas propagandas do evento na estação, em foto tirada já quando eu estava voltando pra casa. O evento foi encerrado cedo, 5 da tarde. Certamente se eu estivesse mais por dentro dos games e não estivesse tão preocupado em ver as idols, o TGS teria sido uma experiência diferente. E melhor. Mas de qualquer modo, valeu a pena pra conhecer. Que fique registrada minha decepção em não ver a Aipon do Passpo por lá também. Ela apareceu numa apresentação especial de um stand em outro dia, mas naquele domingo... nada. =( Para encerrar o post, abaixo mais algumas fotos. Primeiro, algumas das tranqueiras que eu recebi por lá. Flyers, guia da feira, leque, sacola, cards, clear file... As únicas coisas que eu comprei foram os acessórios pra celular. Tem um pacotinho de lenço de papel que eu ganhei de prêmio de consolação na loteria do TGS. Todos os visitantes podiam ir lá concorrer. Depois tem dois destaques do TGS: a réplica escala 1:1 da Miku Hatsune e o stand do jogo "OneeChanbara Z2: Chaos", onde os jogadores enfiavam a cara (literalmente!) nos peitos da personagem pra testar o jogo. =D Encerrando, uma singela amostra das garotas que estavam entregando flyers pela feira. Pode ser impressão falsa minha, mas acho que o nível no TGS estava melhor que em outras feiras que visitei antes...

Um comentário:

Bryan Archbold disse...

Fusando a net atrás de algo sobre o Afilia, achei esse blog muito legal (br ainda), foi muito gratificante ler seus posts sobre o grupo, esse do qual sou grande fã ^^ Conheci o grupo logo depois que a Raymee entrou, então ela SZ.
Que inveja sinto, não tenho nada ''real'' delas. :D