sábado, 27 de abril de 2013

Miliyah Kato True Lovers Tour 2013

Ok, hora de um report do show dela, minha diva com cara de nóia, anoréxica e pálida feito um defunto, Miliyah Kato! =D Estava na hora de escrever sobre música de qualidade por aqui né, só idols idols idols... E nada melhor que quase três anos depois voltar a ir num show da turnê dela. Já comentei como não sou chegado em ver esses mega-shows de cantoras pop porque têm ingresso caro e que esgota rápido, você fica sentado a oitenta quilômetros do palco (a não ser que faça parte do fã clube), encara filas monstruosas pra tudo (lembre-se de ir no banheiro da estação!)... bem melhor assistir show de uma delas num festival, mesmo que o show seja mais curto. Mas ir de vez em nunca acho que não faz mal né. Então lá fui eu mais uma vez apreciar aquele talento e voltando ao glorioso Saitama Super Arena, depois de um bom tempo. Ocorrido no último dia 16, ele marcou o final da turnê "True Lovers Tour 2013", iniciada em fevereiro. Como todo grande show do gênero, produção caprichada em termos de luzes, som, imagens do telão, palco cheio de frescuras (imitando umas ruínas romanas?)... Como toda cantora de alto calibre, várias trocas de roupa, que eu, diga-se de passagem, gostei. Ela foi bem menos "espalhafatosa" que na turnê de 2010, daria até pra andar na rua com aquelas roupas e penteados! =P E como todo show da Miliyah, público composto quase inteiramente por mulheres. Tem sempre uns namorados que vão arrastados pelas companheiras né. E tinha eu. ^__^'

A Miliyah tem uma legião de fãs mulheres por causa de seus trabalhos com moda, sua grife e tals. Fora as letras passionais e suas parcerias com cantores boa-pinta. As japas gostam de excêntricidade e a Miliyah é, até a última ponta de seu tingido cabelo loiro. Ok, nada nível Ayumi Hamasaki mas ainda assim ela é chegada num "grande estilo". Por mim, eu relevo isso tudo, ela poderia causar altos bafóns por aí (coisa que felizmente ela não faz, diferente de alguém já citada) que ainda sim seria fãzaço dela porque... aquela voz. Miliyah das cantoras em atividade (lembremos que a Utada está de molho) eu acho a melhor, com mais alcance e técnica. Sem falar que ela passeia por todos os ritmos com desenvoltura, diferente de uma Mika Nakashima que é mais "quadrada" ou uma Koda Kumi que costuma deixar a desejar nas músicas lentas. Alguns falam que preferem a antiga Miliyah, quando ela se focava mais no R&B... eu gosto mais da atual, mais eclética. Só acho que ela devia dar um tempo nessas parcerias com o Shota Shimizu porque né. Toda hora música com ele?!? O single novo (lançado no dia seguinte) "Love Story" é mais um. Ela podia buscar parcerias com outros ou melhor ainda, outrAs. Uma parceria com a Juju ou a Bonnie Pink por exemplo, seria fenomenal. *___* 


Mas bem, vamos começar do começo. Saindo de casa, a rua com canteiro florido pela primavera... Cerca de uma hora de viagem passando pela linha Musashino (quase que um anel viário da região metropolitana de Tokyo) até o grande ginásio inaugurado em 2000. Podendo receber até 37 mil pessoas, sedia principalmente jogos de basquete e lutas. Além claro de shows como esse. Apesar de estar localizado na cidade de Saitama, fica mais próximo já da estação de Omiya (outra grande cidade da província). A descida é na estação Saitama Shintoushin, praticamente ligada direto com o ginásio. Um arvorizado caminho segue da estação até lá, em meio a lojas e restaurantes. Chegando na porta do ginásio, movimento intenso. Primeiro vou na fila de goods, que a esta altura já estava pequena (faltavam poucos minutos para o início do espetáculo). Lógico que isto custou não poder comprar quase nada, tudo esgotado já. Fiquei só com um penlight e um photobook (entitulado Soft & Hard, ele consiste num ensaio de fotos com ela em uma dezena de looks de gosto duvidoso. ainda bem que ela deixou pro photobook...).

Sigo meu caminho para dentro passando pelos tradicionais arranjos florais mandados por outros artistas, empresas, fãs, etc e vou até meu lugar, que viria a ser num dos balcões do ginásio. Fiquei longe, mas dos locais distantes peguei o melhor possível: rigorosamente de frente para o palco, altura suficiente para ter uma bela visão panorâmica, sem falar que nos balcões o assento é acolchoado e mais largo, com direito até a um apoio para colocar copo e objetos. =) Bem melhor que no resto da arquibancada. Se desse para escolher de antemão, pegaria sempre um lugar assim. De um lado tinha o corredor, o que me dava mais sossego e espaço. Do outro uma tia, devia ter seus quarenta anos. Melhor assim pois aí posso me concentrar no show. =P A abertura foi marcada por um vídeo meio estranho, com um unicórnio correndo numa praia. (?) Seguem-se as primeiras quatro músicas, "With U", "AIAIAI", "Sayonara Baby" e "Love Forever" (que ela cantou só uma parte). Nesse primeiro momento ela usou o que eu achei que foi seu melhor figurino, uma roupa clara cheia de detalhes em renda (?), um look até meio conservador. Segue um novo vídeo, este bem assustador até. Umas imagens dela de freira com os olhos escuros, tipo fantasma e lágrimas pretas... o___o Ela volta num longo vestido preto para cantar "Lovers part II" em parceria com o Wakadanna do grupo Shounannokaze (as mina pira). Um breve agradecimento, ele deixa o palco e ela canta "People", "Arigatou,", "Young Lady", "Love is..." e "Baby!Baby!Baby!". Achei a setlist deste show mais ou menos. Boas músicas mas alinhadas de uma maneira que achei que deixou o show sem uma escalada e um ápice. Morno.


Durante esta parte, o longo vestido foi sendo desmontado até virar um tubinho que estava por baixo. Novo vídeo no telão apresentando a banda, enquanto ela se troca para voltar de rapper. ^__^' Canta "Heartbreaker", "You don't know me", "Baby Love" e "All I Want Is You", no trecho do show mais agitado com os dançarinos participando ativamente. E isto abriu caminho para mais um vídeo, desta vez apresentando os dançarinos, enquanto ela se trocava para voltar num tubinho com estampa meio estranha, parecia toalha de mesa. =P Aqui foi a melhor parte do show, para mim, onde ela canta "Nemurenu Yoru no Sei de", "Roman", "True" e "Ugly". Se não me falha a memória, foi durante "Roman" que ela foi para diante do telão e este começou a mostrar umas imagens de relâmpagos ao fundo dela, num efeito visual bem interessante. Na música seguinte, ergueu-se uma plataforma e ela subiu até o meio do telão, onde num outro efeito muito bonito, foram criadas asas nela, como um anjo. Bem, ela É um anjo. S2 Assim como "Ugly" encerra o álbum, encerrou também o show. Com ela fazendo antes da música uma longa mensagem de agradecimento e carinho pelos fãs.

Mas claro que haveria um encore né. Aqui a parte mais tocante, quando com tudo apagado, todos agitaram seus penlights vermelhos e cantaram "Yozora", o primeiro single dela. Começou com umas meninas lá da frente e logo o ginásio foi tomado. Quando ela reaparece, vestindo a camiseta da turnê, vem acompanhada do Shota Shimizu e do Shun para cantar a cover "Konya wa Boogie Back", com direito a show de luzes e as mina pirando denovo. Um papo furado entre eles e o Shun se despede, para a dupla cantar a nova "Love Story". Ele sai e ela continua com uma das músicas favoritas de suas fãs, "Aitai". Único momento onde 'as mina pira' sem que tenha um cara envolvido na coisa. =P Para encerrar pra valer o (curto) show, "Yuushatachi" e "Heart Beat", aquela música da campanha da Coca-Cola. Ela que agora está em outra campanha com a marca... deve estar faturando bem. Foi um final animado. Tradicional despedida demorada e emocionada, fim. Desta vez, diferente das vezes anteriores, não vi (sem querer querendo) um show em pleno aniversário da bendita cantora. Mas valeu. Só é meio estranho ir embora para casa limpo, sem estar ensopado de suor como geralmente acontece nos showzinhos de punk rock e idols por aí... ^__^'
 

Agora é esperar pela próxima oportunidade para vê-la, sabe lá Deus quando... ela terá um show interessantíssimo próximo dia 11 em Kyoto com uma orquestra sinfônica acompanhando e tals. Adoraria ir mas já tenho one-man do Passpo no dia. =/ Na verdade o que eu queria mesmo ver nesta data era o Ozzfest com a insólita presença do Momoiro Clover Z, mas o ingresso pro festival custava o olho da cara, então... =/

2 comentários:

Mickey disse...

Olá!
Como posso descrever a sensação de sonho que foi ler esse post? um post em português sobre a Miliyah e...OMG OMG OMG OMG!!! Esta pessoa foi ao show da última turnê!!
Estou super curiosa, já quase fiz um outro buraco no meu dvd da M Best Tour de tanto que gosto dele. Quero assistir o novo show logo. ^^
Também acho que Miliyah x Shota já deu, me decepcionei por incluirem o gemidinho da Coca Cola no último single, cortou o clima, hahaha. Ok, que é promocional mas, bastava a garrafinha de Coca no PV. XD
Agora ela já deu uma nova pirada, morena, single novo, vamos ver! ♥

Tsu Yamato disse...

e que single!!! "Emotion" é tudo de bom, ovulei horrores com ela morena e molhada no clipe. tudo bem que a coreografia é fraca, mas eu amei mesmo assim. quase tão bom quanto "Desire". só não digo que é a melhor música do ano (até aqui) porque um certo trio de Hiroshima não deixa. =)