terça-feira, 27 de março de 2012

O que o K-pop tem de especial?

Antes de mais nada, este post não vai criticar o K-pop. A intenção é fazer uma crítica à sociedade japonesa como um todo. Acho engraçado o como você vê por aí uma rivalidade entre fãs de J-pop e fãs de K-pop. Chega a ser patético quando você vê neguinho descendo o pau nos grupos coreanos porque a letra é pobre, o ritmo é enjoativo, as coreografias muito sensualizadas, bla bla bla... aí você vai ver o que esta pessoa ouve: AKB48. u___u' PORRA! E a moral, hein? Eu, como ouço e gosto de um monte de tranqueira e não sou cara-de-pau, nem me atrevo a ficar falando mal de K-pop por aí. Aliás, até tenho que confessar que gosto um pouquinho de certos grupos, como Kara... oras, sou homem né. Tem como um homem não gostar de ver cinco garotas com sortinho-de-dançarina-do-é-o-tchan rebolando o popozão enquanto cantarolam lalalalalala lalalalalala? Fala sério né. =P

O motivo deste post é tentar entender a dualidade que existe no Japão acerca destes coreanos. Bom, todos sabem que a sociedade japonesa é uma das (talvez a mais) mais xenofóbicas do mundo. Ser um estrangeiro no Japão não é como ser um 'gringo' no Brasil. Ser um estrangeiro no Japão é como ser um alien, um ser estranho e desconhecido que as pessoas gelam e arregalam os olhos quando defrontadas com um, pensando "oh! e agora quem poderá me defender?". Tem vezes que o preconceito é maior, te enxergam como um leproso, evitando de se sentar ao seu lado no trem, mudando de calçada ao te ver na rua... É, morar no Japão significa ter de encarar isto. Diariamente. E é curioso notar como a pagação-de-pau pra ocidentais e seu american-way-of-life vem desde a segunda guerra, com cada vez mais palavras em inglês incorporadas no dia-a-dia, por exemplo. Porém a pagação-de-pau se restringe a objetos, modismos, idéias... não envolve pessoas. Pergunte a algum americano professor de inglês por aqui pra você ver.

Quem conhece um pouco da sociedade japonesa sabe também que o nível de preconceito não é igual entre todas as nacionalidades. Existem aqueles que são mais mal vistos, mais odiados, que os outros. Notadamente, eles são os chineses e coreanos. Outra coisa curiosa, não? Exatamente aqueles que são mais parecidos, tanto culturalmente quanto fisicamente, são os que eles menos gostam... talvez Freud explique. Chineses, para um japonês padrão, são sinônimo de vagabundos, ignorantes... valem menos que lixo. Quanto a relação japoneses-coreanos existem vários filmes interessantes retratando um pouco a situação, como um filme que eu adoro, muito engraçado, o Worst By Chance (estrelado pela Mika Nakashima. S2 ah! em outro post eu escrevi o como eu achava que ela estava 'cansada' né... pois eu vi dia destes que ela está namorando um jogador de vôlei. ha! tudo explicado. só pode estar 'cansada' mesmo, tadinha, imagina aquele saco-de-ossos aguentando um esportista grandalhão =P).

Pois aí que entra o K-pop. Um coreano qualquer que venha ao Japão, por exemplo, pra ser jogador de futebol num time daqui, enfrenta N obstáculos. Encara olhares todo santo dia. Tem de todo dia provar "valer alguma coisa", não ser mais um "maldito estrangeiro que veio aqui causar problemas". Mas estes coreanos, celebridades da música (e atores também), não. Eles não passam por isso. São adorados pela massa. Vendem muitos cds, lotam shows... Quando uma SeungYeon vem aqui, aparece num programa de tv numa entrevista e solta seu nihongo macarrônico, errando concordâncias verbais e tals, todos adoram. Tanto apresentador quanto público, riem, acham kawaii. PORRA! Vou eu soltar um nihongo macarrônico numa loja qualquer, que no primeiro erro o cara já me olha com uma cara de desprezo pensando "tsc tsc tsc maldito gaijin que vem aqui e num sabe nem sequer falar minha língua direito". VTNC! Tudo bem que a SeungYeon tem algo que eu não tenho, xoxota fama, mas essa diferença de tratamento me deixa puto da cara.

Então, afinal, o que o K-pop tem de especial? Porque ele é bem recebido, passando à margem do preconceito? A música num é nada espetacular ou tão diferente do que é feito por aqui. Será que só por isso, porque são famosos (tem dinheiro) eles são vistos desta maneira? hmmm Muito simplista isso, mesmo sendo um crítico desta sociedade não acho que seriam assim tão mesquinhos. A única resposta que consigo imaginar é pelo fato de que eles, cantores e atores, não moram aqui. Eles vem, lançam cds/filmes, participam de shows/eventos e depois voltam pro seu país, onde possuem carreira consolidada. Logo, eles não vem aqui "roubar nossos empregos". Seriam assim... como turistas. hmmm Ainda assim está fraca a idéia, afinal turistas também sofrem preconceito, menor, mas sofrem. Vai ver a SeungYeon também sofra e eu é que não estou vendo. =/

"q????? preconceito? comigo? olhe bem pra mim, sou uma deeeva melbeim =P"

3 comentários:

ミヒ disse...

Agora a moda entre os fãs de jpop é ser kpop hater. Acho que isso é dor de cotovelo, mas enfim... xD

Só faltou o botão pra poder compartilhar isso no face e twitter!

ミヒ disse...

Ah, sim. e eu não vejo essa diferença entre jpop e kpop não... aonde que no ocidente vai ter um bando de menina com rabo de coelho e orelha de gato cantando bopeep bopeep?

Unknown disse...

então Mihi, lembra da época que a gente via aquelas brigas interminaveis de fãs da ayu X fãs da utada? hj em dia é k-pop X j-pop... vai entender esse pessoal, necessidade de auto-afirmação, "o que eu gosto é melhor que o que vc gosta" define. não só fãs de j-pop são k-pop haters mas o contrario tbm.

qt ao tal botão, eu colocaria se soubesse como. ^__^'